Tag: mistério

Sem Foco 014 – Episódio Secreto!

Rock ON!!!

Alô Alô! Teste! Som Som! Alô!

Esse é um episódio secreto!

Ouçam e comentem, preciso do feedback de vocês!

É importante!

Rápido! Eles estão aqui! Vão me pegar… arrrrrrrrgh!

Rock OFF!

Kalciferum!!!!

Rock ON!!!

Há alguns meses eu ouvi falar de um projeto chamado Kalciferum. E fiquei curiosa sobre o que seria isto e como seria desenvolvido. E com o passar dos meses, essa curiosidade foi alimentada pela galera do Mundo Freak, aquele podcast com o mascote mais fofinho de toda a internet! O livro Kalciferum está chegando!

Finalmente o projeto está para ser lançado no Cartase e o Rock Me ON, como vocês bem sabem, gosta de apoiar novidades bacanas e não podia ser diferente, afinal, o Andrei me forneceu tantas horas boas de diversão com o seu podcast e o mínimo que eu poderia fazer, é ajudar na divulgação desse projeto pessoal dele como escritor.

E caso vocês não saibam, escrever um livro nesse país é fácil, complicado mesmo é publicá-lo. Por isso, agora deixo vocês com o material fornecido pela queridíssima Ira Croft sobre o Kalciferum e já digo que estou contando os dias para abrir logo o Cartase e poder participar mais!

poster_kalciferum

Esta imagem é só para você ter um gostinho do que vem pela frente!

Obra literária nacional busca apoio no Catarse

Em Kalciferum, Rafael precisa aprender que o mundo é cheio de demônios.

Rafael começa em seu novo emprego, porém descobre que um de seus colegas de trabalho é um demônio. É nesse mundo, com criaturas fantásticas e assustadoras, que o terror nacional Kalciferum se passa.

O projeto começou em 2011 e o autor, Andrei Fernandes sempre se interessou por todo tipo de obra literária relacionada ao oculto. As HQs obscuras de Neil Gaiman, Alan Moore e Mike Mignola influenciaram muito o trabalho do designer e contista.

Aos fãs do gênero são oferecidas recompensas no Catarse. Pôsteres, um tarô especial com as ilustrações únicas do livro e até mesmo estatuetas exclusivas de edição limitada serão oferecidas àqueles que mais colaborarem com o projeto.

Para auxiliar esse projeto nacional, confira a página no Catarse (a campanha entra dia 08/10/15) ou acesse o site oficial do livro http://kalciferum.com.br/.

Links para você acompanhar Kalciferum nas redes sociais!

https://www.facebook.com/kalciferum

https://twitter.com/kalciferum

CARTASE: catarse.me/kalciferum  [SAIU O LINK!!!]

Sobre o autor:

Andrei Fernandes, formado em comunicação visual, é designer, roteirista e comandante do Mundo Freak, um site de entretenimento com podcasts semanais de casos insólitos. Contista já publicado e aluno do Best Seller Eduardo Spohr em seu curso de Estrutura Literária possui alguns contos lançados de maneira independente. Outros trabalhos literários foram publicados na coletânea Monstros pela Editora Buriti.

capa_kalciferum

A capa do livro é um show visual!

É isso, pessoal! Aguardo ansiosamente pelo lançamento oficial no Cartase, dia 08 de outubro de 2015!

Rock OFF!!!

MUTUWA!!!!!!

Rock ON!!!!

Hoje quero falar sobre o livro do Igor Alcântara, autor brasileiro e que atualmente mora nos Estados Unidos, participa dos podcasts Mundo Freak, Temacast e onde mais o chamarem!

mutuwaCapaLi Mutuwa no aplicativo Kindle para Windows Phone e foi o primeiro livro que li nessa mídia. Ao instalar o aplicativo, a Amazon me deu R$15,00 de créditos para gastar em sua loja. Bom, como eu já queria ler Mutuwa e não havia encontrado na Saraiva, nem na Nobel, livrarias daqui de São Paulo, resolvi adquirir, pela bagatela de R$9,90. Um baita negócio, hein?

Comecei a ler durante a noite e o livro é dividido em contos, o que me facilitou muito, pois eu podia ler um conto antes de dormir, marcar no aplicativo onde parei e continuar na noite seguinte. Achei que ia terminar o livro rapidamente, visto que não é muito longo, mas eu me enganei profundamente!

Mutuwa não é um livro chato, não foi por isso que demorei para terminar de ler, muitos podem ter pensado isso. Ao contrário, Mutuwa é uma leitura muito dinâmica, intrigante, curiosa, algo que você quer mais, sempre mais, quer saber o que virá a seguir e quando o conto termina, você fica paralisado. Talvez paralisado pelo terror lido, pela situação que se desenrolou, analisando os fatos, as circunstâncias que se desenvolveram até chegar naquele ponto. Você fica paralisado, refletindo, pensando o que leu e isso é muito legal.

Ao mesmo tempo que você quer terminar de ler o livro todo, você quer entender todo aquele universo, absorver tudo o que Mutuwa tem a oferecer e por isso você vai devagar, porque você não quer também, ver realmente o fim  do livro, porque daí, ficará aquele vazio. Não sei se este trecho ficou claro, mas é a confusão de sentimentos que Mutuwa causa ao leitor: quer saber, quer pensar, quer chegar e não quer ao mesmo tempo.

E uma coisa interessante é que os contos em Mutuwa estão interligados, o que vai fazer com que você queira ler o livro por uma segunda vez, talvez terceira, quarta. Como um filme bom, que quanto mais assiste, mais percebe detalhes que tenham passado diante de seus olhos.

Os contos de Mutuwa se passam num vilarejo abraçado por dois rios misteriosos e cuja população possui o estranho hábito de usar máscaras, ter rituais estranhos, como por exemplo, não sair de casa após às 22h, deixar alimentos e bebidas em suas portas, não receber muito bem estrangeiros e ter uma espécie de sumo-sacerdote como principal líder.

As histórias possuem pinceladas de drama, horror, muitas vezes visceral, sexo selvagem (e esta palavra é usada no seu sentido mais real e animalesco mesmo), mistérios, suspense que tira seu fôlego mesmo e que vão arrepiar até mesmo os cabelos da sua alma!

Bom, é isso que escreverei sobre Mutuwa, recomendo muito que leiam e se eu escrever mais, começarei a contar coisas do livro que vão estragar a leitura de muita gente que ainda não leu.

Então, se você está em dúvida, pare agora: esse livro é excelente e você precisa lê-lo!

Abaixo, vou deixar os links de onde você pode encontrar Mutuwa para adquirir:

Amazon: Mutuwa, Igor Alcântara.

Site do Autor: Igor Alcântara

 

mutuwaCapa

Aproveitem que pela Amazon o livro hoje ainda sai por R$9,90! Pechincha!

E é isso, pessoal!
Rock OFF!!!

Novidades, novidades!

Rock ON!!!

Em breve teremos novidades fortíssimas! Tão fortes, tão brutais quanto o Hulk com uma unha encravada fazendo tratamento com o Wolverine bêbado!

Nem meus colaboradores sabem do que se trata, mas acho que ficarão contentes.

Aguardem!

Google Chrome Vs Windows 8

Rock ON!!!

Oi, pessoal!

Meu notebook novo veio com o Windows 8 e o Internet Explorer 10. Baixei o Google Chrome porque não gosto do IE. Basta ter que usá-lo no meu trabalho porque os sistemas internos não rodam em outros navegadores, não vou usar em casa, né?

Mesmo o CEO da Microsoft pedindo aos usuários para darem uma chance ao novo IE, não quero. Acho ele lento, feio, quadradão… enfim, não gosto do IE e fim.

Logo que peguei o note, no começo de dezembro de 2012, instalei o Chrome e depois de uma atualização do Windows, meu navegador favorito desapareceu! Sim, isso mesmo, ele sumiu!!!!

Não aparecia nas pesquisas de arquivos. SUMIU!

Daí, concluí que a atualização do Windows apagou o Chrome.

O que fazer? Instalar novamente! Gotcha! E fiz isso,

Fiquei usando o Chrome num modo meio capenga desde então: não carregava direito as páginas, travava, estava lento… enfim, o Chrome tinha virado um IE! Mas teimosamente continuei usando.

Até esta sexta, quando meu Chrome parou de carregar páginas. Achei que tinha sido a conexão, daí abri por acaso o IE, cliquei errado porque seu ícone fica ao lado do Chrome [estava reiniciando a máquina e tentando fazer o Chrome funcionar, pelo menos para eu salvar meus favoritos]. Dái vi que o IE estava navegando normalmente nas páginas da Web.

Concluí que o Chrome tinha morrido. Neste sábado excluí o Chrome e tentei passar o Ccleaner no meu note. Mas não consegui instalar no Win8. Desisti. Fiz todas as limpezas permitidas pelo Norton Antivirus e também configurei o aplicativo da Samsung para melhorar o desempenho da máquina.

Depois, procurei se havia algum rastro do Chrome na máquina e para a minha surpresa: achei outro Chrome!!! Ora bolas!

Eu desinstalei o Google Chrome, ele saiu do menu de “Adicionar e Remover Programas” do Windows 8 e então, como poderia estar ainda na pasta: C:Program Files (x86)GoogleChromeApplication??? Sinceramente, não sei.

Se alguém tiver alguma pista, uma situação parecida, me avise por email: prissguerrero@gmail.com ou pelo twitter: @prissguerrero. Quero realmente entender o que houve, não gosto dessas soluções simplistas.

Resumo: Eu instalei o Chrome, o Windows Update sumiu com ele, instalei novamente o Chrome, deu pau e parou de funcionar, desinstalei, saiu do Adicionar e Remover programas e ao pesquisar sobre o Chrome internamente, descobri que ele estava lá, funcionando, como se nada tivesse acontecido!

E é isso, pessoal!

A visão que tenho do Internet Explorer é essa!

A visão que tenho do Internet Explorer é essa!

Ah, esqueci de dizer porque não gosto do Firefox: acho que ele fica muito tempo se atualizando, consumindo minha internet do que sendo realmente útil. Fanáticos, nem percam seu tempo defendendo o Firefox. Para mim é o Chrome e fim.

Rock OFF!!!

%d blogueiros gostam disto: