Tag: H1N1

Vacina da Gripe

Rock ON!

 

Enviei este email hoje para [email protected]

A respeito da Vacina Da Gripe

 

 

“Saudações.

Meu nome é Priscila, tenho 38 anos e asma diagnosticada desde os 21 anos.
Todo ano tomo a vacina da gripe sem problemas no posto perto de casa, a UBS Cassio Bittencourt Filho, na região de Vila Esperança, um bairro de São Paulo.
Contudo, hoje, ao levar minha mãe idosa para a vacinação, aproveitar o sábado para isso e tomar a vacina também,  fui impedida pela equipe local.
Alegaram que eu precisava de uma carta do médico para que pudessem me dar a vacina.
Nota: se eu for marcar uma consulta nesse posto, a fila de espera é de pelo menos 6 meses.
No jornal SPTV Primeira Edição deste sábado, dia 12/05, o coordenador de controle de doenças do estado, Marcos Boulos, disse que não precisava levar nada para o posto para receber a vacina. Apenas comparecer e informar que era doente crônico.
 
A equipe da UBS alegou que recebeu material técnico informativo, que não me mostraram, no qual dizia para exigir documentação da população que lá fosse e também, carta do médico informando sobre a doença crônica.
No momento em que estive nessa unidade, estava vazio, éramos as únicas pessoas lá, mais a equipe do plantão de vacinação. Então, não havia impeditivos para me mostrarem o documento. Quem me atendeu lá foi um enfermeiro, de nome Wellington, que aparentemente ‘era o responsável’ pelo plantão da campanha.
Então venho a essa ASCOM perguntar o que há de errado com essa campanha?
Na televisão dizem para os doentes crônicos irem se vacinar e ao chegarem lá, exigem uma carta?
O mesmo conteúdo este email constará no meu site, www.rockmeon.com.br e o link será divulgado nas redes sociais das quais eu faço parte para que as pessoas sejam informadas que eu tentei contato com vocês.
Aguardo retorno.
Rock OFF

 

Att.
Priss Guerrero
NOVO!!! Siga-me:
@prissguerrero1

A 5ª Onda – Assista esse Filme!

Rock ON!!!

 

Fala, galera, tudo bom?

Ontem saí para levar minha mãe para ir ao cinema assistir Deadpool, na última sessão e como estava lotada, restaram duas opções: assistir um filme brasileiro cópia de filme do Adam Sandler com o ator fazendo um monte de papéis ao estilo Eddie Murphy, só que ruim; ou assistir ao filme A 5a Onda. Pelo título você já sabe qual fomos ver.

 

Já tínhamos visto o trailer quando assistimos Star Wars e achamos interessante, mas nada que chamasse atenção para ir ao cinema ver esse filme especificamente. De fato, gostaria de assistir O Regresso, com o Di Caprio e Creed com o Stalone, mas enfim, a 5ª Onda apareceu na minha frente.

poster

Sala lotada no Cinemark do Shopping D, pegamos lugares na 4ª fila, cadeiras 12 e 13, ou seja, bem na frente da tela. Prefiro ver mais lá pra o meio do cinema, mas enfim, era o que tinha, longe das pessoas.

Pode ler que este trecho não tem spoiler e quando tiver, vou avisar.

coronel

O filme começa, num local que parece cenário de The Walking Dead e temos como protagonista uma garota lourinha que conta o início de sua trajetória até aquele ponto.

A narrativa decorre rapidamente, ela conta como a humanidade foi para merda, a sequência de eventos, as chamadas ondas, são contadas de um jeito muito legal e com um excelente ritmo. As cenas de destruição são maravilhosas e a galera de visual effects trabalhou muito bem, porque ficaram bem reais mesmo.

 

Lembrem-se, é um filme, não tem nada a ver com Crepúsculo, como eu li por aí. Lembra vagamente Divergente, acho que só o fato da humanidade ter ido para as cucuias e de ter vindo de um livro.

Não sei se parece jogos Vorazes, pq não vi esse filme.

A fotografia do filme é muito bonita, as atuações também estão bem legais. Dá para empatizar fácil com a guria e com os demais personagens da trama, odiar outros, ficar com medo, tensão e até rir um pouquinho, sem besteirol, claro.

Vale o ingresso, o filme é longo, leve água e pipoca.

Sério, não se deixem levar por opiniões idiotas por aí, o filme não é para Oscar, mas vale a diversão que ele causa, a ideia é muito boa, o roteiro tem alguns probleminhas, tem sim, mas dá para passar por cima disso sossegado, afinal, é um filme.

 

Daqui para frente pode ter spoilers, mas são leves.

sam

A família da garota é apresentada, mostra que ela é uma boa filha, que vai para festinha, tem um paquerinha (um garoto Cigano Igor, isto é, com uma expressão facial apenas) mas chega no horário, gosta do irmãozinho, enfim, nada de anormal.

Até que um belo dia, aparece uma nave gigantesca, pairando nos céus e que bota a galera em situação de alerta. Sinceramente nessa parte acho que a história come bola, porque a NASA fica apenas monitorando aquela coisa gigante passeando pelo céu. Acredito que se algo desse porte acontecesse mesmo, teriam bombardeado aquilo até não poderem mais.

Aquela nave fica lá e por incrível que parece, as pessoas continuam levando sua vida normalmente! Claro, alguns mais espertos se mudam. Mas nem as escolas fecham! Pow!

E é na escola que tem uma das cenas mais legais do filme, que não vou contar, mas deixarei a pista: faz um Ka-Boom fantástico!

Bom, depois disso, acontecem outras tragédias devido às ondas, e a guria e sua família vão parar num campo de refugiados, onde o pai dela lhe dá uma arma e um curso relâmpago de como manejar a mesma. Eu não aprendi. Não sei como a menina aprendeu, enfim, é filme, né?

Aí um belo dia, aparecem os militares, separam as crianças dos pais: meninada no ônibus e pais no refeitório. Daí a gente que conhece algo sobre história do nazismo sabe o que acontecem com os pais, né?

Mas o Sam, irmão da guria, esquece a porra do ursinho no quarto do acampamento. E ela, trouxa, vai lá buscar e perde o ônibus.

Aí ela foge para floresta e tenta achar o acampamento dos militares.

 

Grandes Spoilers a partir daqui:

cloe

Ela está naquela rodovia do começo de The Walking Dead, toma um tiro e o galã da história a salva, faz curativo e a partir daqui o filme perde ritmo e fica fazendo marolinhas. Ela vai atrás do irmão e o cara vai junto, sim, ele já está apaixonado por ela.

Paralelamente a isso, descobrimos que as crianças todas estão sendo transformadas em soldados e recebendo treinamento militar para acabar com os alienígenas e vc para e pensa: WTF??? Por que os militares dispensam adultos sadios e com algum treinamento militar prévio para se dedicar às crianças? Fica no ar a pergunta.

Lá vemos que o paquera da guria ainda está vivo, ganha o apelido de Zumbi e vira chefe de esquadrão, com mais meia dúzia de outros guris com apelidos como Dumbo, Teacup etc.

Aí introduzem naquele pelotão a personagem gótica, que já chega chutando bundas e que notamos que vai ter um romance com o Zumbi.

Corta para floresta, a guria e o Evan, nome do cara que a salvou, estão num carro abandonado para passar a noite e ela… bom, acontecem coisas e ao amanhecer, mais coisas!

 

Spoilers Kaijus daqui para frente, se não parou de ler e quer ver o filme, a hora de parar é agora! Chispa daqui!

WAVE

Vamos começar com o Trailer, que é o spoiler master:

 

Bom, Descobrimos que Evan tem sangue alien, ele é misturado, gente, afinal, na briga com uns caçadores que estão a serviço dos Outros (é assim que chamam os aliens) porque estão dominados por eles, esse garoto, o Evan, dá uns pulos ao melhor estilo Marvel e é porradeiro também. Ok, já tínhamos visto numa cena que o visual lenhador dele não era por nada.

Porrada vai, porrada vem, a guria sabendo que ele é um deles, fica puta, aponta a arma para ele, discute, segue sozinha para a base militar.

Invade a base, acha o ex-paquera, pega o irmãozinho, nisso, bombas explodem e é o Evan que as plantou, o Coronel manda evacuarem a base, levar as crianças em aviões cargueiros para o que ele chama de ‘O País das Maravilhas’ (Ou terra das maravilhas, não lembro), aquela loucura toda, bomba para tudo quanto é lado e pronto!

 

Conseguem fugir da base a garota, o seu ex-paquera, o irmãozinho e o ursinho, claro, resgatados pelo esquadrão do Zumbi, que havia ficado num trecho de uma cidade, porque eles foram mandados para matar os aliens, mas eles descobrem que na verdade, estão exterminando o que resta da humanidade! Os aliens são o exército!! Tadaaaaaa!!!!

Putz! Mas eles descobrem a tempo, se livram dos chips de ‘sei lá o que’  que recebem quando ingressam no exército. Daí o Zumbi diz que deixou o Sam na base, amarrado, pq ele era muito pequeno. Sim, ele ficou com pena. Então agora temos a missão de resgate e por isso o Zumbi voltou para base sozinho e posteriormente foi resgatado com a guria e o Sam de lá, por eles, num veículo dirigido loucamente pela gótica! Aha!!!

Se eu contasse isso antes, seria um puta spoiler.

Bom, eles saem da base que ficou explodindo, não temos mais notícias do Evan, e o filme termina com a gurizada comendo algo em volta da fogueira e combinando de achar o resto das crianças. Sobem os créditos e fim! WOW!!!

 

Aqui ainda tem spoilers Kaijus:

ursinho

E esse foi o filme. Achei divertido, empolgante em alguns momentos, completamente parado em outros.

Vale o ingresso no cinema pelas cenas iniciais, que são de tirar o fôlego mesmo. A queda do avião, as tsunamis e terremotos são incríveis, bem como a parte que a H1N1 modificada se espalha e mata a galera, inclusive a mãe da guria, são ótimas produções.

A parte da morte do pai, é muito tensa, você sente junto o desespero com a garota, é uma boa atriz.

As cenas de pancadaria dela também são muito boas, aí você se lembra que ela é a Hit-Girl do Kick-Ass e pronto, natural aceitar que uma adolescente que tinha uma vidinha comum é fera em luta. ehehehhe

 

Bom, é isso, espero que gostem do filme, que assistam e tenham bons momentos de diversão.

gotica

 

Para ver a lista completa do elenco, aqui está o site do IMDB.

 

Rock OFF!!

 

%d blogueiros gostam disto: