Tag: composição

Sem Foco 006 – Ei, You Tube! É Meu Áudio! Meu! Meu! Meu!

Rock ON!

Esse é o áudio do vídeo que me deixou ‘pistolaça’ da vida com o You Tube!

Se você já viu o vídeo, pule o áudio. Mas se vc estava esperando pelo áudio, ele está aqui.

Se você é novo, pula esse áudio e ouça um dos programas anteriores, esse aqui é só um desabafo meu mesmo.

Vai sair programa novo em breve, está gravado! É sobre o filme IT, A Coisa.

 

 

O vídeo para vc me ver doida é esse:

 

O Sem Foco é uma produção de @prissguerrero1 para o site http://www.rockmeon.com.br.


Música utilizada nesse podcast:

Você pode usar esta música e gerar receita em seu vídeo, mas você deve incluir o seguinte na descrição de seu vídeo:

Dvorak Polka de Kevin MacLeod está licenciada sob uma licença Creative Commons Attribution (https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/)
E é isso, pessoal!
Update 05/10/2017:
Obrigada, Marcelo! Fiz a correção!
Rock OFF!!

#003 – Vetorizando no Illustrator!!!

Rock ON!!!

Fiz o rascunho entre uma ligação e outra no trampo. As filiais me fazem esperar muito. Achei o desenho maneiro e resolvi vetorizar no Illustrador.

Vetorizar nada mais é do que transformar um desenho complexo (bitmap) em um desenho simples (Vetor). Bom, isso não quer dizer muita coisa, né? Usarei um exemplo prático: uma foto de gatinho. Supondo que eu tenha uma foto de gatinho e olhe essa foto bem de pertinho, verei vários quadradinhos pequenos nela, são os pixels. Quando olho mais de longe, vejo a imagem formada. Bom, até aí, o vetor também é formado de pixels, se eu olhar bem de pertinho, verei a mesma coisa.

A diferença ocorre quando eu quiser fazer uma ampliação da foto de gatinho, o bitmap, ele vai estourar aqueles quadradinhos, os pixels, e por isso a minha linda foto de gatinho ficará deformada, desfocada, feia e horrorosa.

Vamos dizer que eu tenha vetorizado um desenho de gatinho, ou seja, peguei o desenho, passei as linhas e pontos por cima em um programa de vetorização, que poderia ser um Illustrator, Corel Draw, Inkscape etc, transformei em linhas e pontos, colori, tudo vetorizado. Daí eu preciso ampliar esse vetor, então, basta eu fazer isso e ele vai se manter bonito, ordenado, perfumado, lindo de morrer!

Mas por que isso acontece? O vetor trabalha com cálculos matemáticos e o bitmap não. Na verdade é algo bem mais complexo que isso, só que neste momento você não precisa saber disso, não é mesmo? Basta saber que se você quiser uma ampliação ou redução quase perfeita, é melhor usar um vetor que um bitmap!

E como reconhecer quem é um e quem é outro? A resposta já está acima, mas vou dar uma dica: aquelas imagens do tipo jpg, em geral são bitmaps, ou mesmo o bmp (a extensão básica do Paint que vem com o Windows). E se você ampliar ou reduzir muito, vai distorcer uma imagem assim, além de poder ser o produto de um programa de vetorização, isto é, um arquivo exportado. Mas isto é avançado demais neste momento, não se prenda a isto, ok?

Bom, em termos práticos, bitmap é aquilo que você manda no seu celular ou rede social para os amigos. Vetor é aquilo que o cara da gráfica vai pedir para você mandar quando quiser fazer mil adesivos do logotipo da sua banda favorita. E ele pede em vetor porque daí ele pode fazer ajustes sem perder a qualidade do produto final, sacaram?

Eu uso o Illustrator, mas já usei o Corel Draw quando estava aprendendo vetorização e sinceramente a única coisa que sinto falta em relação ao primeiro, é que o Corel divide os tipos de curvas que ele faz, o Illustrator trata como uma coisa só! E o Inkscape? Instalei uma vez para ver como era e nunca usei de fato, mas sei que o Programador Real usa esse programa nas suas tirinhas.

O legal do Inkscape é ele ser gratuito. Você pode fazer download para seu Sistema Operacional baseado em Linux ou Windows. Procurem no Google, é fácil. Já o Illustrator e o Corel são softwares proprietários e você precisa pagar. Ou pegar uma versão de testes.

Bom, no Illustrator é possível mudar o ângulo do pincel de pintura, da borracha, coisa que acho muito legal porque é feito de um jeito bem simples e no vídeo, se você prestar atenção, verá que faço isso algumas vezes.

Entre vetorizar e colorir, levei cerca de 1h30. Mas não se preocupem, reduzi o vídeo às partes mais importantes e ficou com 2min19.

A música de fundo também é de minha autoria. Eu fiz no Music Make Jam, aplicativo da Microsoft, para criar trilhas sonoras. Não sei usá-lo ainda e foi a primeira composição que fiz. E fiz isso porque não achei nenhuma trilha que se encaixasse nas cenas. Rsss.

Bom, espero que gostem, entrem no Youtube, deem um joinha, tá? No próximo farei com voz.

E aqui está o resultado final:

littleRedNinja

Rock OFF!!!

Heroes of Sand

Rock ON!!!

Heroes of Sand, ANGRA – Exercício em After Effects

Escolhi essa música por ser uma de minhas favoritas dessa banda que tanto admiro, o Angra.

A proposta era aprender a técnica de motion Graphics.
Não foi meu melhor trabalho, mas gostei muito de tê-lo feito.

Rock OFF!!

After Effects e o Meu Sumiço!

Rock ON!!!

Olá!

Ando meio sumida por conta do projeto final do módulo de After Effects da SAGA.
O objetivo é criar um Motion Graphic e entregar para a professora.
Escolhi uma música do Angra, Heroes of Sand, para compor essa arte.

Mas estou com algumas dificuldades para renderizar. O After Effects é um comilão de memória. Meu notebook tem 8GB, placa de Vídeo NVIDIA Optimus e Processador Corei7. Ou seja, não é ruim. Mas trava. E trava bonito, viu?

Isso me fez desistir de uma porrada de coisas que planejava fazer no projeto e optar por algo mais simples. Aliás, eu ia fazer uma música do Matanza, mas desisti por conta do teor dela, um tanto quanto violento demais. Daí lembrei dessa do Angra, que é uma de minhas favoritas e que me faz ter boas lembranças.

Bom, a entrega é para o final de maio, mesmo assim, vai ser corrido e por isso vou sumir um pouco do Rock Me ON. Mas isso não é o fim do blog, vocês sabem, é apenas uma pausa estratégica, rss.

Fora isso, estou pesquisando um layout novo. São muitas opções, algumas não funcionam como deveriam, mas sei que vou conseguir.

É isso.

Aguardem!

Aguardem!


Rock OFF!!

%d blogueiros gostam disto: