Tag: Brazil

O BRASIL EXPLICADO EM GALINHAS

Rock ON!!!

Hoje tem uma historinha enviada por email pelo amigo Leandro Gomes.

Ilustração é minha, feito no Sketch Lover, disponível no Google Play, a lojinha de Android mais bacana do universo!!! E a única que conheço também, rsss. Ah, é grátis!

O BRASIL EXPLICADO EM GALINHAS
Pegaram o cara em flagrante roubando galinhas de um galinheiro e o levaram para a delegacia.D – Delegado
L – LadrãoD – Que vida mansa, heim, vagabundo? Roubando galinha para ter o que comer sem precisar trabalhar. Vai para a cadeia!

L – Não era para mim não. Era para vender.

D – Pior, venda de artigo roubado. Concorrência desleal com o comércio estabelecido. Sem-vergonha!

L – Mas eu vendia mais caro.

D – Mais caro?

L – Espalhei o boato que as galinhas do galinheiro eram bichadas e as minhas galinhas não. E que as do galinheiro botavam ovos brancos enquanto as minhas botavam ovos marrons.

D – Mas eram as mesmas galinhas, safado.

L – Os ovos das minhas eu pintava.

D – Que grande pilantra… (mas já havia um certo respeito no tom do delegado…)

D – Ainda bem que tu vai preso. Se o dono do galinheiro te pega…

L – Já me pegou. Fiz um acerto com ele. Me comprometi a não espalhar mais boato sobre as galinhas dele, e ele se comprometeu a aumentar os preços dos produtos dele para ficarem iguais aos meus. Convidamos outros donos de galinheiros a entrar no nosso esquema. Formamos um oligopólio. Ou, no caso, um ovigopólio..

D – E o que você faz com o lucro do seu negócio?

L – Especulo com dólar. Invisto alguma coisa no tráfico de drogas. Comprei alguns deputados. Dois ou três ministros. Consegui exclusividade no suprimento de galinhas e ovos para programas de alimentação do governo e superfaturo os preços.

O delegado mandou pedir um cafezinho para o preso e perguntou se a cadeira estava confortável, se ele não queria uma almofada. Depois perguntou:

D – Doutor, não me leve a mal, mas com tudo isso, o senhor não está milionário?

L – Trilionário. Sem contar o que eu sonego de Imposto de Renda e o que tenho depositado ilegalmente no exterior.

D – E, com tudo isso, o senhor continua roubando galinhas?

L – Às vezes. Sabe como é.

D – Não sei não, excelência. Me explique.

L – É que, em todas essas minhas atividades, eu sinto falta de uma coisa. O risco, entende? Daquela sensação de perigo, de estar fazendo uma coisa proibida, da iminência do castigo. Só roubando galinhas eu me sinto realmente um ladrão, e isso é excitante. Como agora fui preso, finalmente vou para a cadeia. É uma experiência nova.

D – O que é isso, excelência? O senhor não vai ser preso não.

L – Mas fui pego em flagrante pulando a cerca do galinheiro!

D – Sim. Mas primário, e com esses antecedentes…

Luis Fernando Veríssimo. (Nota: veio atribuído ao Veríssimo, mas acho pouco provável que seja dele… enfim, vou manter, rsss)

Rock OFF!!Eu não sei desenhar galinhas...

A Fisioterapia

Rock ON!!

Oi, pessoal!

Hoje foi o nono dia da minha fisioterapia. Nem contei para vocês, mas farei 11 sessões nos dois tornozelos para evitar o surgimento de uma tendinite. O direito está bem inflamado e o esquerdo começando a doer.

Sabem, é muito ruim a cada passo sentir dor. Muito ruim mesmo. Algumas vezes eu chegava em casa e só queria colocar os pés pro alto e fazer mais nada. Em outras eu tinha que fazer isso mesmo, porque nem andar direito eu conseguia. Muito ruim.

Agora estou fazendo sessões  e já fiz nove, como disse lá no começo e já senti uma melhora significativa. Por exemplo, já ando sem sentir dor a maior parte do dia. Não é 100%, mas digamos que 70% do meu dia é sem dor, o que para mim é muito bom. Com isso, meu humor melhorou um pouco também.

Meu tratamento consiste em 15 minutos num aparelho que dá pequenos choques nos pés (muito divertido por sinal) e 15 minutos em outro que emite ondas curtas. Nisso, não posso usar celular, porque segundo a médica, que é minha xará, pode danificar meus gadgets.

Então, como passar o tempo? Lendo! E o que tenho lido? Um livrinho de Java, Edição de bolso. Tenho aproveitado o tempo e estudado o fundamental em Java. Acredito que no semestre que se iniciará na faculdade, terei chances melhores nessa matéria.

Estou quase na metade do livro e queria ter mais sessões de fisioterapia, só para terminar o livro, rss. Mas a verdade é que estou conseguindo tirar 30min do meu dia para estudar, é bom e pretendo manter isso depois que as sessões terminarem.

Bom, é isso pessoal.

Rock OFF!!!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Aquiles Priester, baterista do Hangar, fala com exclusividade sobre os acontecimentos do MOA

Aquiles Priester, baterista do Hangar, fala com exclusividade sobre os acontecimentos do MOA.

Eis meu comentário a respeito:

Achei corretíssima a postura do Hangar em relação ao MOA. Outras bandas que gosto chegaram a tocar lá e isso também é louvável com todos esses problemas. Penso que os mais prejudicados, como sempre, são os fãs, que se planejaram para ir até o Maranhão ver um evento que sequer ocorreu direito e está entrando para a história como o maior fiasco do heavy metal no Brasil. Já vi dois shows da banda Hangar e posso dizer que gostei muito da pontualidade e profissionalismo deles. Não nos fazem esperar e o som é magnífico, não importa o local e isso só demonstra a qualidade e a seriedade com que fazem seu trabalho. Claro que problemas ocorrem, mas ver o Hangar tão bem estruturado, num país tão bagunçado como o nosso, um alívio: existem gente séria.
Gostei da entrevista e das palavras do Aquiles: foram transparentes e honestos com os fãs. Já vi o ônibus do Hangar, é monstruoso e não tinha idéia de quantos equipamentos carregavam!
O músico brasileiro deve se valorizar também e mostrar para esses empresários de meia pataca que não são escravos e que têm um nome a zelar.
Tenho acompanhado o pessoal do Hangar e do Almah no Twitter falando sobre o MOA. Apenas os músicos estão falando sobre isso, a mídia tradicional está quieta. Seriam interesses políticos da terrinha do Sr. José Sarney? Pode ser que sim, pode ser que não.
A verdade é que o povo do Nordeste foi lesado, o Brasil saiu lesado com isso e as piadas se proliferam nas redes sociais.
Também acredito que o pais tenha capacidade de abrigar um grande evento, mas apenas se for no eixo do Sudeste. Infelizmente a grana desse país está aqui e a viagem para o MOA sairia cerca de R$ 2.000,00, segundo um amigo que pretendia ir e felizmente não foi. Investiu seu capital em outra coisa, sua pós-graduação.
Bom, é isso, galera!

Segurança Grosseiro do Atacadão

Meus leitores, boa tarde!

A postagem de hoje é uma carta que escrevi ao Fale Conosco da rede de lojas Atacadão. Deixo publicado aqui, pois não quero que passem o que passei.

Espero que este serviço me responda e assim que o fizer, postarei aqui.

Deixem comentários!

Prezados, boa tarde.

Primeiro quero pedir desculpas por usar o estacionamento desta loja por 2 dias consecutivos. Sei que errei. Hj, minha intenção era fazer compras nesta loja, mas devido ao mau tempo, não o fiz.

Segundo, fui abordada por um segurança que me disse, educadamente, que não era permitido estacionar alí. Pedi desculpas e disse que não faria mais. Ele disse-me que o supervisor dele queria falar comigo. Eu lhe expliquei que nao poderia, dado o mau tempo, mas que poderia falar amanhã. Nisso, entrei no carro. Ouvi um barulho de rádio, era o chefe dele me dando bronca.

Saí do carro e disse q não havia entendido. Ele repetiu a msg grosseira via rádio, nisso, chegaram outros 2 seguranças. Eu me senti constrangida, pois parecia que eu tinha roubado algo ou que estava criando problemas, quando na verdade, já tinha admitido minha falta e dito que nao faria mais, estes 3 seguranças foram educados e estavam cumprindo ordens do tal supervisor, que nao satisfeito por eu nao ir até a presença dele, veio correndo, como se eu fosse uma bandida, apontando o dedo e falando alto comigo e num tom completamente alterado.

Tentei conversar com ele, pedi desculpas novamente, mas ele me ameaçou,disse q levaria minha placa à empresa que trabalho, me acusou de estacionar sempre no local, fato que é inverídico, visto que foram 2 vezes, consecutivas, mas apenas duas. Vendo que ele estava alterado, ia embora e perguntei: entao nao posso fazer compras no atacadão? Ele me respondeu: pode, mas vai ter que deixar o carro na rua! E novamente apontou o dedo para mim, me constrangendo mais ainda e aos demais seguranças, pois percebi que os mesmos estavam também coagidos a estar alí e presenciar aquilo, que nao precisava de tanto escândalo. Sinceramente, sei que o que fiz nao foi correto e primeiramente fui advertida como deveria ser.

 O que considerei um abuso, foi a grosseria deste funcionário, que nao quis me dizer o nome, mas que fica sempre na portaria de entrada de caminhões e se diz supervisor, mas que é muito mal educado, nervoso, se altera e faz os clientes ficarem constrangidos, pois eu compro SEMPRE nesta loja, sejam itens para minha casa ou para consumo no trabalho ou até mesmo, para eventos em minha faculdade.

Faço no mínimo 3 compras por semana, sem contar uma grande todo mês e creio que não merecia ser tratada como fui. Também compro na rede Carrefour e nunca tive problemas com os seguranças de lá. Então, gostaria que vocês treinassem esta pessoa, lhe ensinassem que o cliente é importante, mesmo estando errado, merece ser orientado com educação e como ser humano, merece ser tratado com dignidade.

 Desde já agradeço pela atenção e informo que este texto será divulgado em meu blog para que outras pessoas tomem conhecimento de que não é permitido estacionar nesta loja e que devem tomar cuidado com o supervisor grosseiro que pensa ser um ‘Capitão Nascimento’ do Atacadão.

Espero também um retorno deste Fale Conosco.

 Endereço do Blog: http://rockmeon.wordpress.com.

Twitter: prissguerrero

Grata.

Retrospectiva 2010

Oi, galera!

Neste post vou falar um pouco de como foi meu ano. E pensando resumidamente, foi um ano cheio de coisas boas e ruins.

Este ano começou para mim com uma promessa de ser um ano diferente. Passei ao som de I Rule, da banda Tarot. Acredito que tenha me trazido sorte na maioria das vezes.

Vou resumir pelos meses, como naquelas retrospectivas da TV, assim, acho que ficará mais organizado.

Janeiro: Morre meu amigo Fabrício aos 32 anos de idade. Foi um choque para mim, não esperava. Mas o que me deixou menos triste foi saber que ele viveu intensamente cada dia de sua vida e com alegria e que sempre quis o bem das pessoas. Uma vez conversamos sobre tatuagens e ele me disse que queria fazer um par de asas nas costas. Quando eu soube do seu falecimento pensei: Agora você tem asas de verdade, Fá…

Também passei uma correria tendo aulas de volante na auto-escola depois do trabalho. Foi tenso!

Fevereiro: Início do ano letivo, rever os amigos foi muito bom. No trabalho, foi tenso. Engraçado, não tenho muitas lembranças de fevereiro… Estranho…

Março: Férias!!! Ah, férias no trabalho, né? Mas na faculdade, aulas. Mesmo assim, viajei para a cidade de São Roque, lá visitei o Sky Montain Park, a casa do bandeirante Fernão Dias Paes, Adega do Goes e foi ótimo.

Abril: Não tenho muitas memórias de abril, mas sei que estava ocupada com o trabalho e com a faculdade. Foi um semestre puxado.

Maio: Quase fechando o semestre na facul, já via que ia pegar uma DP em Java. Também achei que fosse pegar outras. Fiquei doente por isso e resolvi que no semestre seguinte, pegaria menos matérias.

Consegui a muito custo, minha permissão para dirigir. Pratiquei muito indo à casa da Camila para fazer o trabalho de Java.

Junho: Final de semestre e fui para exame em Java. Estava exausta. No trabalho, tudo tenso. Pessoal não largava do meu pé e do meu ex. Muito chato isso, sequer eu podia chegar perto dele para falar um simples ‘bom dia’.

Julho: Férias na Facul, mas não me recordo bem de julho, acho que trabalhei demais, sempre sob tensão e pressão das pessoas que não tinham o que fazer a não ser ficar me vigiando. Saudades dos amigos da facul.

Agosto: Conheci um amigo novo, o Guilherme. No trabalho, muiito trabalho. Na faculdade, peguei um semestre light: DP de Java (não passei no exame por meio ponto, mas tudo bem, eu tentei), peguei CG2, FW2 e Marketing 2 e mais nada! Precisava de um tempo.

Setembro: Odeio este mês, especialmente o dia 7. Mas teve Expomusic e revi meus amigos Danilo e Marcus. Isso me deixou feliz.

Outubro: Faleceu meu ex-futuro-sogro. Foi um choque, bem no começo do mês e quando eu já sabia que meu ex ia sair da empresa. É um dia que não sai da minha memória. Lembro do meu ex, agarrado ao hidrante, em prantos. E depois de sua face, em choque ao ver o corpo do pai. Aquele foi um dia a parte e fiz o que meu coração mandou. Desde aquele dia, meu Mjolnir está com o meu ex, eu o coloquei em seu pescoço pouco antes de ir embora, depois de levá-lo em casa e entregá-lo à mãe. Eu lhe disse: você precisa de força, fique com ele enquanto precisar.

Ainda em outubro, fui ao salão do automóvel com meu primo Vinícius. Foi muito divertido, mesmo abatida pela perda do meu ex-futuro-sogro, sair com meu primo foi uma atividade bacana, que me ajudou a seguir.

Novembro: Um mês esquisito, sem meu ex tumultuando o setor, todos lá se voltaram para mim para aquelas tarefas que ele costumava fazer. Aqueles que não gostavam da gente, aproveitaram para iniciar um ataque em massa à minha pessoa. Final de semestre tenso na faculdade. Fiquei doente, tomei um remédio que me deixou de mla humor, judiei dos meus melhores amigos. Peço desculpa a todos. Para um, que mais pisei na bola, já me desculpei pessoalmente. Ele foi realmente um amigo nesse período.

Nasce o blog Rock me ON! O objetivo é postar as tiras que desenho e mais um pouco!

Dezembro: Meu aniversário chegou e o final do ano, do semestre… ah! Tudo de uma vez e ainda um caminhão bateu no meu carro bem no dia do meu aniversário! Então, não tive um dia muito bom. Poucas pessoas lembraram e agradeço muito por isso, mesmo com atraso.

Está tenso no trabalho, já não falo mais com algumas pessoas que me deixaram triste. Não vale a pena pronunciar nada a eles. Sabem aquele ditado: Não dê pérolas aos porcos. Estou seguindo. Não que eu fale muitas coisas interessantes ou inteligentes, mas creio que dispender meu tempo e minha atenção a essa gente que não merece é errado.

Passei em todas as 4 matérias que me propus a fazer e fiz um city-tour com meus amigos da facul pela Liberdade e Paulista. Foi um dia maravilhoso!

O mês ainda não terminou, mas vou cumprir algo que havia prometido também no ano passado, que é passar o reveillon fora de casa! Vou viajar e estou contente.

Não sei direito quais as minhas promessas para 2011, ainda não pensei nelas.

Mas como vi neste resumo, meu ano não foi ruim e consegui muitas coisas. Algumas ainda não, mas tenho certeza que em 2011 consigo.

Bom, galera, é isso.

Tenham um Natal Feliz!

Tenham um Natal Feliz!

%d blogueiros gostam disto: