Menu

Aumente sua Produtividade 10 Vezes Com Essas Dicas de Ouro!

2 de dezembro de 2017 - Conversa Fiada, Tecnologia
Aumente sua Produtividade 10 Vezes Com Essas Dicas de Ouro!

Rock ON!!

Tenho 3 cursos técnicos, vários extra-curriculares, 1 faculdade de tecnologia. Deveria ganhar, pelo menos, 3 vezes mais do que eu ganho. E não deveria ter ido carregar caixas hoje, fazendo trabalho braçal na empresa. Não é vergonha ajudar a empresa numa tarefa tão distinta da minha formação. E tbm não estou reclamando.
Quero compartilhar a experiência de fazer algo diferente, porque isso me deu uma visão ampliada da operação e das coisas que precisam ser melhoradas nesse setor.

O que acho ruim mesmo, e isso é uma reclamação, é que eu não tenho poder algum para mudar a situação de trabalho das pessoas daquele setor.  Conversando com alguns colegas, descobri que aquele modo de trabalho é daquele jeito faz tempo e que é ‘impossível’ fazer mudanças.
No caso, a mudança seria organizar a área de trabalho, de modo a tornar a tarefa mais eficiente e o funcionário mais produtivo.

A alegação das pessoas é que é difícil mudar a cabeça do ‘peão’. BOM, eu discordo. Não é a cabeça do peão que tem que mudar apenas, é o conjunto todo.

Semana passada eu trabalhei no mesmo local, só que sob condições horrendas: não tinha material de trabalho, não tinha orientação adequada para quem nunca fez aquele tipo de tarefa, não havia sinalização, montes de improvisações e gambiarras. Um ‘carrasco’ dando ordens e correndo perdido, porque aquele não era o turno dele. Coloquei ‘carrasco’ entre aspas, porque aquela pessoa estava tão frustrada de estar alí quanto eu e aquele era o jeito dela reagir à situação. O ambiente estava péssimo.

Passei aquele dia de trabalho correndo de um lado para o outro, me batendo em caixas, machucando as mãos e todas as articulações possíveis. Descobri músculos e juntas que sequer sabia que estavam no meu corpo.

No decorrer da semana, conversei com colegas que já trabalharam nessa área da empresa e coletei várias informações que me foram úteis hoje.

Montei minha área de trabalho de acordo com essas informações. Quando cheguei, havia um coordenador que já foi meu colega de trabalho e isso facilitou para tirar dúvidas. Segui na orientação dele mesmo depois do mesmo ter ido embora, pois trabalhara à noite e já estava além do seu horário. As demais pessoas que foram chegando para aquele setor, vinham buscar em mim como trabalhar lá. E eu fui passando.

Hoje tínhamos falta de material, mas não muita e a área foi deixada organizada por aquele coordenador, mantida por nós, funcionários de apoio e depois, chegou outra pessoa da coordenação, que imediatamente foi buscar mais material, checar se tudo estava bem e manteve a organização do local. Nós fomos nos virando, agora com apoio.

 

Eu me concentrei num pedaço do setor, organizando do jeito que me ensinaram durante a semana e o meu cansaço foi menor, minha produtividade foi alta, muito alta mesmo e minha mente também se cansou menos, pois a frustração foi menor. Eu fiz o intervalo no horário que eu quis, escolhi às 9h porque entrei às 7h e isso me pareceu um bom horário, além de ser o mesmo de um outro setor que já trabalhei. Depois continuei trabalhando, repondo os materiais conforme a necessidade e foi muito bom.

Algumas pessoas, que apareceram de outro setor, tentaram bagunçar o local onde estávamos, eu dei aquela ‘bronquinha’ de leve, a pessoa viu que estava fazendo errado, pediu desculpas e foi embora. Então, amigos, com um mínimo de organização, dá para mudar a cabeça das pessoas sim, melhorar o ambiente de trabalho, reduzir os custos operacionais e aumentar a produtividade. É preciso corrigir alguns comportamentos errados, é verdade, mas não é ‘impossível’, como tentaram vender essa ideia para mim. Eu sou teimosa, não quis acreditar nisso? Não, eu apenas estudei sobre isso em algum momento dos meus cursos técnicos e faculdade e apenas apliquei a teoria à prática.

Eu não sou coordenadora, não tenho posição de chefia nessa empresa, sou da área técnica, trabalho com pesquisas de prazos, analisando dados e falando com as filiais, visando melhorar processos. Foi falta de vontade de minha parte crescer na empresa? Não, porque isso não dependia só de mim. Lá é um jogo de cartas marcadas, conheço várias pessoas que não têm a mínima capacidade para estar em posição de chefia, mas que foram indicados por algum ‘amigo’. Se fosse um processo seletivo aberto, certamente eu estaria em posição de chefia por lá. Mesmo que fosse em área técnica, visto que interagir com pessoas ainda é meu ponto a ser melhorado, não nego. Mas existe treinamento para quê, não é mesmo?

Não quero usar este espaço para me queixar ou me vangloriar. Eu poderia, o site é meu, né? Eu queria mesmo era deixar esse experiência para vocês, na qual eu fui de um dia frustrante e horroroso, para outro, produtivo, gratificante.

Então, resumindo isso, que possivelmente você pagaria uma soma em dinheiro para aprender num curso retardado de coach  e eu estou mostrando aqui de graça, é:

 

Se virem esse texto em alguma palestra paga, já sabem que foi copiada por algum ‘coach’ que certamente não viveu esses dias que eu comentei. E você tem todo o direito de apontar o dedo na cara e dizer: “não é a Priss Guerrero!” Só espero que vc não tenha pago rios de dinheiro por essa palestra, hein?

Bom, é isso que eu tinha para falar para vocês hoje.

 

Estava pensando, eu deveria ganhar dinheiro com esse site, né?

Alguma ideia?

PS.: O título foi chamativo mesmo.

Rock OFF!!!

 

  • Nilda Alcarinquë

    Olá

    Essa história de que não dá pra mudar a cabeça do peão é história de quem tem preguiça. Ou má vontade.
    E muitos processos ineficientes não mudam porque apenas são repetições de coisas aprendidas, nem sempre corretamente, com outros colegas, que aprenderam com outros, etc…. E normalmente isso é um telefone sem fio, em que provavelmente o processo inicial já foi corrompido.

    Digo isso de experiência própria, por trabalhar por anos num local em que se faziam coisas idiotas e, ao perguntar se não podia ser diferente, a resposta era: esta é a norma, obedeça. A geladeira mudança ocorreu quando alguém de fora mostrou que as tais normas não diziam aquilo, quais processos estavam corrompidos, etc
    Mas ele só pode fazer isso depois que a pessoa que temia perder o comando não estava mais lá. Pois com ela era impossível mudar uma vírgula sem causar uma tempestade.

    Bem, só queria dar este depoimento pra corroborar sua experiência. Dá sim pra mudar, ter um trabalho mais eficiente e menos estressante.

    Abraço

    • Lá no trampo tem muito disso que vc comentou tbm. É a parte mais difícil do trabalho: lidar com os funcionários maiores de 12 anos de empresa.

%d blogueiros gostam disto: