Tag: faculdade

Zé Batata!!!!

Rock ON!!!

cara

 

Zé Batata era um estudante de filosofia, afinal, a nota de corte desse curso era mais baixa de todas naquela universidade gratuita de São Paulo. O curso de filosofia também provia uma grade muito boa, livros interessantes para ler, nada de matemática, enfim, o curso dos sonhos  para o Zé Batata.

Fez a prova. Não teve dificuldades, pois estudara em escola particular sua vida toda e tirou de letra os exames.

Durante o primeiro ano, ia a todas as aulas e admirava Platão, Aristóteles e os demais clássicos filósofos gregos. Aí teve a festinha de final de ano, quando Zé Batata conheceu Bartolomeu, o Bartô Legal, pequeno traficante da faculdade, que lhe deu o primeiro baseado. Ahhh, que magia! Os neurônios morrendo, que sensação mágica, que leveza sem igual! Tudo fica mais bonito, mais devagar, mais ‘compreensível’ e fácil. Bom, era assim que pensava Zé Batata enquanto fumava seu quinto baseado da noite.

No segundo ano, estudou aos trancos e barrancos, mas fumava seu cigarrinho de maconha e mesmo o dia mais terrível, se tornava muito bom, belo e alegre. Ahh, como era boa a sensação dos neurônios morrendo.

Lá pela metade do terceiro ano, Zé Batata conseguiu um empreguinho. Não como filósofo, ora bolas, vocês já viram algum anúncio de emprego para filósofos em início de carreira? Claro que não! Zé Batata, com a ajuda de seu amigo Bartô Legal, foi trabalhar na Copiadora da Faculdade.

E era um emprego legal, pois podia ficar lendo boa parte do dia, conhecia pessoas, podia fumar quantos baseados quisesse, pois a copiadora ficava no subsolo do Bloco 11 da faculdade. Ninguém o via. Mesmo não ganhando muito dinheiro, tinha o suficiente para comprar seus baseados, que Bartô Legal fornecia quase que diariamente.

Por incrível que pareça e porque alguns professores já não suportavam mais sua presença após dez anos de faculdade, Zé Batata formou-se em filosofia. Nessa época já era conhecido como o Maconheiro da Copiadora, mesmo que nem trabalhasse mais lá, pois lá pelo quarto ano, uma aluna muito religiosa, ao ir pegar umas cópias de uns exercícios, o encontrou completamente drogado, com dois baseados na boca. Tirou fotos, filmou e o denunciou ao dono da lojinha, um senhor gordo, que tinha netos pequenos e era absolutamente contra o uso de drogas, mas pouco ia lá e não conferia o caixa, então também não sabia que eventualmente parte do lucro virava fumaça.

E lá estava o Zé Batata, formado, com seu diplominha e procurando emprego como professor de filosofia. Tentou alguns concursos, fazia uns bicos aqui e alí, só para ter dinheiro e comprar sua maconha, que enrolava com todo o cuidado, para não perder nenhuma grama, afinal, apesar de drogado, sempre fora perfeccionista em tudo o que fazia.

Seus pais, coitados, não sabiam de nada. Zé Batata parecia apenas cansado. Pensavam: “Ah, deve ser por causa da faculdade, tadinho. Logo ele se arranja.”

Estava lavando o carro de um vizinho, quando Bartô Legal chegou desesperado. Zé Batata não entendeu nada. Em seguida, dois homens chegaram, um grande e outro, franzino, meio careca.

Pegaram Batô Legal pelo pescoço, olharam para Zé Batata e se olharam. Não tiveram dúvidas: sacaram suas armas e atiraram: uma bala no peito de Bartô Legal e uma na cabeça de Zé Batata, que por milagre, segundo uma vizinha religiosa, não o matou. Os homens foram embora e nunca mais foram vistos.

Zé Batata foi levado ao hospital público. Ficou alguns dias internado. Saiu e como a bala atingira parte importante de seu cérebro, ficou com sequelas sérias. Precisava de ajuda para tudo: comer, beber, se vestir, andar. Era como se fosse uma criança novamente, um bebê.

O bom disso tudo, é que ele se livrou da maconha, embora nunca se julgasse um viciado, afinal, fumava um cigarrinho, dois por dia, só para relaxar.

Os médicos disseram, que por causa dos danos causados pela droga, ele não conseguiria se recuperar.

Alguns anos depois, seus pais morreram e seus demais familiares não queriam esse fardo. Zé Batata foi morar nas ruas, largados e pouco depois, morreu também e foi enterrado como indigente.

Quem diria, não? Drogas matam, afinal de contas!

 

Rock OFF!!!

 

—-

Colaboraram com o perfil do personagem: Marcelo Guaxinim (@marceloguaxinim) e Tiago Medeiros (@tcmedeiros)

Nota: essa é uma obra de ficção, qualquer semelhança com fatos, nomes ou pessoas terá sido mera coincidência. A única coisa real: drogas matam, seu uso causa dependência, acaba com as famílias e você não deve fazer isso.

 

 

Cansaço e Licenciamento do Carro

Rock ON!!!

Estou cansada do trampo que venho fazendo. Não está avançando e minha mente está realmente cansada.
A empresa não fornece recursos. O local é longe. Tenho que levar meus próprios recursos e isso me enche a paciência.

Estou para tirar férias e em contagem regressiva para isso. Não me entendam mal, eu gosto desse trabalho, mas sozinha não dá. E esse é um daqueles trabalhos que não posso parar para ensinar para ninguém o que com muito custo, aprendi praticamente sozinha e teoricamente na faculdade. Algumas pessoas acham o que da vida? Não dá para eu lecionar e fazer a tarefa.

Outra coisa que me cansa é pagar o licenciamento do carro e não poder circular com ele às quartas-feiras por causa do rodízio imposto em SP. Sério, cansei disso mesmo. O rodízio surgiu para poupar o ar de SP dos poluentes. Mas virou fábrica de multas para prefeitura. Enquanto isso, o motorista imprudente, que troca de faixa sem seta, que ultrapassa os limites de velocidade, fecha outros carros, freia de repente, não conserta as luzes de freio do seu carro, bebe ao voltante, fala ao celular ou pior ainda: escreve ao ‘Zap-Zap’ durante o trânsito, estes, continuam impunes.

Estou cansada também desses santos repentinos que surgem, dos cavaletes de propaganda política e dos chatos de plantão. Será que vocês podem ser menos chatos? Guardem seu deus para vocês mesmos, junto de seus racismos e preconceitos todos.

Mas o pior de tudo é não conseguir terminar a tarefa. É, isso cansa demais.

mauHumor

Rock OFF

A Ameaça do Fulaninho!!!!

Rock ON!!!

Galera, primeiro quero agradecer as visitas que recebi e aos comentários dos amigos sobre o post da discussão no fórum da faculdade. Aprendi muito com seus comentários e fiquei feliz em saber que estou cercada de pessoas tão distintas, nobres, realistas e sobretudo: que sabem argumentar. Isso me deixa muito feliz mesmo!

Bom, quando fiz o post “A Falta de Argumentos Gera Ataques Pessoais” eu não esperava uma repercussão tão grande sobre o assunto. Queria mesmo era mostrar, de modo bem didático, que pessoas que não sabem argumentar partem para ataques pessoais e minha preocupação a respeito disso.

Daí, para mim, o assunto já tinha encerrado. Fiz meu post, meus amigos comentaram, discordaram, concordaram, enfim, assunto morto, né?

Eis que hoje, quarta-feira dia 23/04/14, não é que o FULANINHO aparece com uma mensagem inbox me ameaçando??? Gente, eu vi aquilo e ri horrores.

Enfim, acabei não respondendo, primeiro porque estava em horário de trabalho e as mensagens que respondo são apenas da minha mãe e geralmente no café, aquele não era horário de café. Mas eu tirei um print da tela do celular, sim, meus amigos! Porque com o Samsung Galaxy Note é muito fácil tirar um print de tela, basta passar a mão pela tela, como se estivesse benzendo ele, saca? É um gestual simples de fazer e difícil de explicar.

Esse Fulaninho precisa aprender a se comunicar.

Esse Fulaninho precisa aprender a se comunicar.

Eu resolvi marcar algumas falhas no texto dele. E como já tinha feito antes, claro, omiti o nome e a foto dele. Afinal de contas, para que torturar meus visitantes com isso, né? Não que eu seja um primor de pessoa, mas convenhamos, bom senso nunca é demais, né?

Se vocês notarem, ele veio por inbox para me ameaçar? Será que ele tem medo que eu mande as postagens dele para o Cid do Não Salvo? Aliás, acho que o Cid ia me mandar tomar naquele lugar se eu fizesse isso, rs. Mas eu poderia muito bem abrir um processo, só de posse dessa mensagem, não acham?

O que diz o Código Penal? Diz isto aqui:

Art. 147 – Ameaçar alguém, por palavra, escrito ou gesto, ou qualquer outro meio simbólico, de causar-lhe mal injusto e grave:

Pena – detenção, de um a seis meses, ou multa.

Tenho a mensagem dele, o nome, a foto.

Mas voltando um pouco, no post dele, vejam só:

E então, eis que surge o Fulaninho! Com sua brilhante argumentação! Apoiado claro, pela Fulaninha e por seu amigo Troll #1, chamado assim porque achei que tivesse outro, ahahaha

E então, eis que surge o Fulaninho! Com sua brilhante argumentação! Apoiado claro, pela Fulaninha e por seu amigo Troll #1, chamado assim porque achei que tivesse outro, ahahaha

Notem que pelo que ele me diz, poderíamos dar uma espiada em Calúnia, difamação e injúria no código penal. Para não ficar chato, vou colocar trechinhos de um artigo escrito pelo Omar Aref Abdul Latif, do Site Âmbito Jurídico:

“Calúnia, difamação e injúria estão em ordem decrescente de gravidade.
Qual o significado de honra? Ainda que imateral, é valor inerente à dignidade humana.

Conjunto de atributos morais, físicos e intelectuais da pessoa, que lhe conferem auto-estima e reputação. Quando tratamos de auto-estima, falamos de honra subjetiva. A reputação está relacionada com a honra objetiva.

Honra objetiva pode ser compreendida como o juízo que terceiros fazem acerca dos atributos de alguém. Honra subjetiva, o juízo que determinada pessoa faz acerca de seus próprios atributos.

A calúnia e a difamação atingem a honra objetiva. A injúria atinge à honra subjetiva.
(…)

Caluniar alguém, imputando-lhe falsamente fato definido como crime. Há necessidade de fato determinado, falso, definido como crime. [comentário da Priss: por enquanto não é calúnia]. (…)

Difamar é levar fato ofensivo à reputação ao conhecimento d eterceiros. (SIC) [comentário da Priss: Poderia ser este? Acho que sim.]
(…)
Injúria

Busca proteger a honra subjetiva. Trata-se da imputação de qualidade negativa a alguém. Pode conter fatos, mas enunciados de forma vaga e genérica.

A conduta pode ser comissiva ou omissiva, de forma livre (verbal, gestual). Podem ser usados meio humano, animal ou mecânico. O crime de injúria admite a prática omissiva, quando, por exemplo, a vítima cumprimenta diversas pessoas em fila e o agente, dolosamente, não estende a mão. [Comentário da Priss: Creio que o que ele fez se encaixa melhor aqui. 🙂 ]

(…)

Recomendo que leiam o artigo do Omar, porque é bem interessante.

Mas vejam só como estou bacana esses dias: resolvi não levar isso ao extremo e usar a mensagem dele [mesmo mal escrita] como exemplo didático.

O comportamento de Fulaninho Fail [vamos chamá-lo assim] foi infantil novamente. Via inbox, achou que teria uma resposta minha na hora? Não, não teve. Apenas salvei o conteúdo para construir este post. Acha que vai ter uma resposta minha via inbox? Não, não terá. Aliás, quanto mais mensagens desse tipo você me mandar, mais posts surgirão. Tenho uma paleta de pincéis de memes muito bacana que já estava pegando poeira pela falta de uso.

Agora, porque o Fulaninho me odeia tanto? Já pararam para pensar? Não é por causa de um simples post. Não pode ser assim tão de graça, né? Um ódio infantil desses é construído aos poucos e deve ter algum tipo de gatilho. Não faço ideia de qual seja.

Bom, tudo o que se escreve na web pode ser guardado, arquivado, tirado um print de tela. O site do Cid, o Não Salvo, é cheio de exemplos de como pessoas viram memes, de como frases tornam-se virais e de como uma simples besteira que você diga, pode literalmente cair na boca do povo em segundos.

Não precisa se preocupar, não vou colocar o nome do Fulaninho Fail, embora eu já o tenha visto algumas vezes na faculdade, pois o visual da pessoa chama atenção. Nunca falei pessoalmente com ela, mas certamente o comportamento virtual da pessoa é um espelho da realidade, normalmente é assim.

Então, meus queridos, tudo aquilo que você diz no mundo virtual está fadado a receber o mesmo tratamento que receberia no mundo real, está sujeito às mesmas leis, artigos, código penal etc. Não é porque é virtual que você está imune. Pelo contrário, é possível rastrear seu ip, descobrir qual sua operadora de internet, sua localização etc. Eu mesma consigo ver algumas coisas de vocês usando o Google Analytics, que é uma ferramenta lícita, disponível para blogs. Com ela, consigo ver a faixa etária, o gênero, a localidade, o sistema operacional, se vocês acessam de tablete ou desktop e mais algumas coisas. [um dia farei um post disso, juro!] Agora, eu que sou uma simples pessoa com um blog bonito e perfumado tenho acesso a tudo isso, imaginem vocês, o que um agente da polícia federal ou da polícia de crimes digitais não teria acesso!

Então, para finalizar, a receita de miojo:

Um pacote de Miojo do sabor de sua preferência, 3 copos de água.
Ferva a água. Coloque o macarrão dentro. Deixe ficar al dente, isto é, nem molenga demais, nem duro [ui] demais.
Tire metade da água e coloque o temperinho que vem nele. Coloque numa tigela, queijo ralado ou queijo fatiado. Jogue o macarrão por cima. Coloque mais queijo por cima, com orégano e azeite. Se tiver azeitonas ponha também. Se tiver bacon, melhor ainda! E pronto, só comer!!!

[se você não entendeu porque tem uma receita de miojo na conclusão, leia aqui: Em Breve No Rock Me ON.]

Nota: Fulaninho, já me isento de qualquer coisa se você deixar um comentário, porque daí vão saber quem é você, visto que comentários requerem preenchimento de nome e email. Regras da casa.

Bom, pessoal, é isso.
Se gostou, comente aí, se não gostou, comente também.

Diário de Bordo, Data Estelar 5.055…

Rock ON!!!

Olá, Pessoal! Espero que estejam bem.

Tenho tido dias muito corridos no trabalho, para não dizer cansativos. Estou com muitos desafios por lá, que estão me fazendo gastar muitos neurônios.

Na faculdade, passei a última semana fazendo um trabalho para Banco de Dados: montei a estrutura do banco baseada no diagrama que o professor passou, populei o banco e fiz as consultas SQL. Isso porque eu simplesmente não consigo olhar para o diagrama e construir as consultas. Bom, eu precisava entender a ferramenta também e isso foi legal de certa forma, mas consumiu minha semana.

Também tem o curso da SAGA, que reservei os sábados para fazer os trabalhos. Tenho ido bem, aprendi e evolui muito. Considero como um tipo de curso de extensão, serão dois anos de curso na SAGA, então não posso reclamar, né?

Ainda há outros trabalhos na faculdade, então, possivelmente sumirei de novo.

imagem015

Tenho consumido muito conteúdo do YouTube. Não que eu tenha tempo de assistir aos vídeos, mas eu fico ouvindo enquanto faço algumas coisas ou em pequenos intervalos. Ajudam a distrair a mente. Os melhores tenho postado para vocês, mas não sei se estão vindo corretamente. Se houver algum tipo de falha, me avisem.

Gostaria de arrumar um tempo para assistir ao Iron Man 3. Realmente gostaria de ver no cinema, parece ser um bom filme e tenho procurado fugir dos spoilers.

Tenho lido muitas notícias e me irritado muito. Isso não é bom.

Também outra coisa que me irritava bastante, era o Facebook. Decidi racionalizar o uso, deixando de usar. Simples assim. Apenas conecto lá se tenho algum desenho novo para postar no álbum “Artes da Priss”.  Ficar longe do Facebook tem me rendido mais horas de estudos e é impressionante como essa ferramenta rouba tempo.

Quem me deu o alerta de estar passando tempo demais no Facebook foi o Professor de Java, no corredor da faculdade. Realmente, muito obrigada pelo aviso!

Já o Twitter não consigo largar assim, mas ele pouco atrapalha, pois sigo muitos canais de notícias e trânsito, então, acaba sendo uma ferramenta de consulta no começo do dia e no final da tarde, com alguns comentários em cafés ou antes das aulas.

Os PodCasts do Rock Me ON ainda estão em construção. Guilherme e eu gravamos um vídeo há umas 2 ou 3 semanas, mas não ficou bom, falamos muitas abobrinhas, que não merecem ser divulgadas.

Hummm… O Rafa também  anda enrolado para escrever a continuação do post, mas em breve virá algo, não entrem em pânico!

O Henrique ainda está criando coragem para escrever o primeiro artigo, rsrs… mas um dia sai um artigo ou uma entrevista.

A Pri Correia tem ajudado a mim e ao Guilherme na gravação do PodCast. Ok, foi um dia só, mas ajudou demais. Então é possível que ela venha a fazer parte oficialmente da equipe.

Fiz meu retorno com o cardiologista e ele me recomendou menos atividades estressantes, mais diversão, menos me preocupar com o mundo. OU seja, estou diminuindo minha leitura de notícias. No trânsito ainda tenho me irritado muito e não dá para não se irritar com pessoas fazendo idiotices o tempo todo. Teve um dia desses que… afe, melhor nem lembrar que já fico irritada! No semestre passado minha pressão subiu por causa do pico de estresse que tive após as provas finais.

Continuo seguindo minha dieta, com algumas escapadas, mas no geral, tô seguindo.

E a grande novidade, sem dúvida [até agora]: voltarei a usar óculos. É, depois de 5 anos liberada e fazendo acompanhamento anual, este ano o oftalmologista me receitou óculos, meu grau voltou a subir, não é tanto, porque tenho apenas astigmatismo, mas já dá para incomodar.

Hoje escolhi uma armação e mandei fazer o equipamento. De certo modo estou contente, pois gosto de usar óculos.

Bom, pessoal, agora vou tentar estudar um pouco, aproveitar o silêncio da noite.

Não percam as próximas postagens, estou planejando uma série com o sr. Dare Devil.

E como última coisa a dizer:

Abaixo à intolerância, ao preconceito e às idiotices no trânsito.

Rock OFF!

 

Bônus: Dois diálogos meus com meu geminho brother, Jorge!

Tô fazendo dieta!

Tô fazendo dieta!

 

Viking Desalmada.

Viking Desalmada eu?????

Little Monster

Rock ON!!!

Hoje estava rabiscando lá no Shopping e resolvi pintar este desenho que fiz ontem.

Read More

Fresh Paint do Windows 8!!!

Rock ON!!!

Oi, galera!!

Estes são desenhos que fiz com o Fresh Paint, um aplicativo que simula tela de pintura com tintas, pincéis e até um godê com água. O programa veio junto com o Windows 8. Nem preciso dizer que estou amando!

Apesar de não conseguir parar na frente do note ou de ter idéias para ficar pintando, gostei muito do produto.

A árvore e a paisagem eu fiz usando o mouse. Já iceland, fiz com a caneta da Bamboo Wacom.

Ah, sobre meu sumiço tem explicação: ando bem estressada após o final do semestre e por isso a criatividade está travada. Também tenho aproveitado o tempo para dar uma arrumada no meu quarto. Joguei muita coisa fora, outras estou separando para doações. Tenho bastantes livros e apostilas de vestibular para doar também! Quem quiser, fale comigo pelo Twitter: @prissguerrero.  @prissguerrero1 [update: 08/02/16]

Tenho postado vídeos que tenho ouvido. Sim, eu coloco para ouvir, são legais, espero que estejam gostando.

Árvore.

Árvore.

Iceland

Paisagem

É isso, galera.

Rock OFF!!!

Rock Me ON 2012!

Rock ON!!!

Galera, boa noite.

Gostaria de agradecer pelas visitas que tenho recebido. Estamos com uma média diária de 50 visitantes. A maioria ainda é do Brasil, mas vejo pelas estatísticas do WordPress que há visitantes de outros países também e alguns parecem frequentes. Fico muito feliz em ver as bandeirinhas de: Portugal, Canadá, Estados Unidos da América, Japão, Namíbia, Tunísia, Grécia, México, Suécia, Argentina, Polônia, Alemanha e tantas outras nações que vira e mexe têm aparecido por aqui!

Por isso, sinto-me cada vez mais motivada a postar coisas legais para vocês e diversificar o conteúdo apresentado.

Uma notícia que me deixou muito contente, foi a volta do Guilherme Galdino às postagens. Aguardem que coisas boas virão, especialmente para os fãs do Morcegão.

Também quero dizer que agora dia 02 de novembro, é aniversário do Rock Me ON. Desde 2010 tenho mantido o blog, devagarzinho, eu sei, mas pelo menos, este é o blog mais longevo que tive até agora e tudo isto é graças a vocês que sempre me visitam, alguns comentam, outros não, mas sei que estão por aqui!

Em breve teremos algumas novidades por aqui. Aguardem!

As séries sobre professores do IFSP, Robôs e The Sumon não terminaram. Elas continuam, aparecendo esporadicamente, mas continuam por aqui.

Tenho feito muitos desenhos com o Paint Joy no Android, facilita muito minha vida.

Às vezes recebo colaborações esporádicas de amigos da faculdade, agradeço bastante. Gostaria de ter alguém fixo aqui escrevendo sobre tecnologia, mas está complicado, rsss. Então, se alguém quiser se juntar, manda uma mensagem para mim e vamos conversar.

Bom, é isso, galera, muito grata a todos e agora preciso estudar mais um pouquinho de cálculo, que hoje tá complicado demais!

Fiquem de olho no Rock Me ON!!!

Fiquem de olho no Rock Me ON!!!


Rock OFF!!!

Fim de Férias

Rock ON!

Oi, galera.

Minhas férias chegaram ao fim oficialmente. Uma pena. Consegui desligar completamente do meu trabalho. Tanto que não sinto a mínima vontade de voltar. Mas preciso voltar, né? E ainda bem que deixei minhas tarefas documentadas, porque não me lembro mais como são feitas. Desliguei mesmo.

Não estudei como gostaria, não descansei direito. Aliás, as férias foram ruins: as marcas das mutucas ainda estão nas minhas pernas, não cicatriza direito. Tá bem melhor, mas ainda sim, horrível.

Mas nem tudo é ruim, né?

Consegui uma bolsa de estudos na SAGA – School of Art, Game and Animation. Começarei ano que vem. Estou motivada para isso. Não tenho futuro como programadora. A real é essa. Não adianta ficar batendo onde não dá resultados. Gosto mais de desenhar, de artes, de mídias digitais e a matéria que vi na faculdade que mais gostei e mais me decepcionou foi Computação Gráfica. Esperava muito mais e foi decepcionante. Apesar disso, consegui fazer os trabalhos estudando sozinha e o melhor: saber o que estava fazendo.

O Projeto X, que na verdade é um game, me ajudou bastante a me reencontrar. Desenhei os personagens do jogo e os estou pintando. Também estou acompanhando parte do processo da modelagem 3D e isso me deixa muito feliz. Realmente a quarta-feira é um dia muito feliz para mim e aguardado ansiosamente. Ainda não pude agradecer ao Professor pela oportunidade, mas ele deve saber o quão contente estou, apesar das cabeçadas eventuais, o projeto está andando bem e para mim tem sido um aprendizado e tanto.

Aliás, a motivação já se tornou visível até por outras pessoas, nem imaginava isso (Obrigada, HAPS, por me contar, você sempre me pondo cara a cara com a realidade, nem tenho palavras). Bom, estou motivada com o game, com a possibilidade de exibir minha arte por aí e como viram no último post, vem aí a série ‘The Sumon’.

Também descobri um cara fantástico, Sammy Hagar, ex-vocal do Van Halen. Aliás, redescobri. Sempre ouvi suas músicas, mas não sabia quem era. O cara é energia pura, está com 65 anos mas tem tanta energia e transmite tanta coisa boa… isso me deixa muito feliz.

Meus vizinhos são uns imbecis e eu os odeio, fizeram de minhas férias um inferno. Voltar ao trabalho e não ouvir mais suas besteiras é um ponto positivo.

Um ponto negativo de minha volta é que não me sinto mais feliz trabalhando lá. Quero mudar de emprego. Por isso, estou investindo na área de Design e Computação Gráfica. Não suporto mais a ideia de marcar cartão. Preciso de um lugar com horário flexível, ambiente legal, gente criativa.

O mesmo professor que coordena o projeto de game diz: “semelhante atrai semelhante.” E é um fato inegável: onde trabalho não há semelhantes. As pessoas estão como naquela música do Megadeth, Symphony of destruction: “acting like a robot / It’s metal brain corrodes”. Não quero terminar como eles. Então, estou em busca de algo novo e realmente desafiador. Mas que seja dentro daquilo que estou estudando.

Também tenho um amigo muito querido passando por um problema sério de saúde e isso tem me deixado meio sem sono. Toda vez que vejo uma postagem dele falando de sua dor, nossa, que angustia. Pior que nem o conheço pessoalmente. Ele é uma dessas amizades que fazemos pela internet. Deve ter uns 5 anos que o conheço. Nunca nos vimos. Mesmo assim, me preocupo com ele, é um grande amigo. Espero que sua cirurgia saia logo, para que vc fique bem.

Outras coisas acontecem, me deixam aborrecida, mas nem convém dizer aqui.

Resumidamente: estou motivada para caramba e quarta-feira é um dia feliz. Sammy Hagar me inspira para caramba, quero um novo trabalho, dentro da minha área.

De brinde, um dos personagens do game. Apenas um desenho que fiz.

Alberto, um dos personagens do Projeto.

Alberto, um dos personagens do Projeto.

Rock OFF!

Pessoas e Pessoas

Rock ON!!!

As pessoas vivem me surpreendendo. Vejam vocês: dois posts seguidos falando sobre isso. Devo estar ficando velha mesmo. rs.

As pessoas podem acabar se entendendo. Mas antes, acontece aquele constrangimento. E até que as coisas se acertem, fica um clima nebuloso. Mas é certo que alguém tem que começar as negociações de paz.

De preferência quem falhou. E de cabeça fria é o melhor. Aprendi que resolver as coisas no calor da batalha só funciona mesmo em batalhas, daquelas com machados, espadas, lanças, ao melhor estilo 300 de Esparta mesmo.

Com as pessoas, devemos resolver as coisas com a cabeça fria e estarmos abertos para ouvir o que eles têm a nos dizer. Confiem em mim, vocês vão ficar surpresos. DO mesmo modo como vão surpreender também.

O importante é deixar que falem com você e que também te deixem falar. Se isso acontecer, então a comunicação foi estabelecida e o entendimento entre as pessoas é quase certo. Mas até conectar, devemos ter paciência e explorar as brechas do sistema.

Pode ser fazendo uma piadinha, mas deixando claro que trata-se de uma brincadeira ou ainda pedindo desculpas antes de falar. Isso é meio chato, mas funciona que é uma beleza.

A verdade é que pessoas são complicadas porque criam complicações, protocolos e situações. Voltamos àquela velha história da imagem idealizada. Quando a pessoa não corresponde, a imagem é dilacerada, as espectativas causam uma certa dor.

Mas quem cria esse tipo de coisa mesmo? As próprias pessoas, né?

O jeito é conversar, tentar se entender e torcer, realmente torcer para que isso dê certo.

Hoje tive uma dessas conversas e vejam só, não quis matar a outra pessoa (um avanço de minha parte) e consegui que me entendessem também. Por incrível que pareça e raro mesmo acontecer isso, ocorreu uma situação de ganha-ganha: as pessoas alinham suas condutas, se entendem e seguem em frente!

Bom, é isso, galera.

Amanhã mando desenho para vocês.

Rock OFF!

Um Resumo. Será Que Consigo?

Rock ON!!!

Oi, galera!

Ontem foi um dia péssimo! Tudo deu errado, tudo mesmo! Acho que não bati o carro e me envolvi em algo sério porque o monge continua rezando por mim lá no Templo todo dia pela manhã e porque tenho um Hannya comedor de maus espíritos dentro do carro! Sério, foi um dia que eu não via a hora da meia noite e um minuto chegar, para ter certeza do fim dele. Sobrevivi!

Hoje, pelo contrário, muito contrário, o dia já começou bem, ganhei uma caixa de chocolates no trabalho de um senhor que sempre ajudo, depois me pagaram um sorvete, o almoço caiu bem (opa, foi antes do sorvete!), o café tava bom, meu trabalho fluiu, acabei saindo tarde, mas foi um dia bom.

O professor de Java ainda está em greve, devolvi o livro para o outro professor de Java, mal deu para agradecer direito, mas enfim, deixo público o agradecimento pelo livro sobre XP, não é de  Windows!

Acabei encontrando o professor tutor do projeto X. Acho que posso chamá-lo assim ‘professor tutor’? Ah, enfim, é que não tenho mais aula com ele este semestre e não sei se posso divulgar nomes, aliás, evito isso… mas em todo caso, se o ‘SENHOR’ estiver lendo isso, manifeste-se!!! [ ele fica puto quando o chamam de senhor XD ]

Ia ao cinema e acabei desistindo, tava calor demais e eu queria banho… vim para casa, tomei meu banho e agora to aqui, instalando o Cinema4D no meu note para o projeto X.

Não vou fazer um filme (ainda) e o projeto não é meu. Trata-se, digamos, de uma operação em equipe. Que aliás, está se expandindo bastante. Hoje soube que teremos mais um colaborador.

Minhas férias estão chegando, vou viajar um pouco. Passarei 1 semana na praia. Mereço, né?

Tenho desenhado bastante para o Projeto X, mas não posso mostrar os desenhos ainda. Não foram aprovados, mas prometo mostrar aqueles que não forem. Assim vocês podem ir adivinhando do que se trata, ahahah é que não sei se posso falar sobre o projeto.

Voltarei a utilizar a Bamboo pen, posso lhes dizer. Bom, é isso.

Tô bem cansada.

Rock OFF!!!

O Projeto X

Rock ON!!!

Não posso falar mais que isso: estou animada com o Projeto X. Hoje tivemos um ‘tipo’ de brainstorm e foi bacana. Saí com a sensação que valerá a pena forçar o rítmo este semestre, mesmo não tendo muitas matérias a cumprir, estudando itens completamente fora da grade.

A equipe ainda está pequena, mas a vontade, aparentemente é grande. Temos um professor tutor que tem a experiência e isso é muito motivador.

Espero realmente que dê tudo certo. Não posso comentar mais sobre o assunto, ahahaha não sei se posso na verdade, mas estou animada.

Então é só sobre isso!

Rock OFF!!!

Minha Dieta, Papo Furado e a Volta às Aulas no IFSP!

Rock ON!!!

Oi, Galera!

Um pouco de papo furado, que tal? Vou falar da minha vida, então ainda dá tempo de você sair daqui. Vou esperar…

Tic-tac, tic-tac…

Bom, estou fazendo dieta, desta vez mais seriamente. Parei de vez com o pão francês. Tenho optado por pães integrais, com sabores diferentes, texturas, tudo para fugir do maldito francês. Minha nutricionista disse para eu fazer um teste e ficar 1 mês sem comer desse tipo de pão. Segundo ela, é um dos que mais prejudicam quem está de dieta.

Nisso descobri o pão com Chia, que é um tipo de sementinha muito crocante e boa, o pão integral de 7 grãos e o pão australiano, que é meu favorito, porque tem gostinho de mel.

Comer de 3 em 3 horas é complicado, às vezes esqueço, então estou associando isso com minhas atividades no trabalho. De final-de-semana não trabalho, então a coisa desanda. Mas normalmente como menos nesse período.

Essa semana comi uma pizza Marguerita, mas não estava sozinha e penso não ter comido mais que dois pedaços, porque pedimos para cortar petiscada, ficou meio esquisito, mas até sobrou um pedaço considerável. Olha a pizza aqui:

Pizza Marguerita no Patroni do Shopping D. Muito boa, companhia divertida. Teve até brinde à pizza! Uhay!

Pizza Marguerita no Patroni do Shopping D. Muito boa, companhia divertida. Teve até brinde à pizza! Uhay!

Também tenho pego menos no almoço. Ok, o lugar anda colaborando para isso, não é só pela dieta, mas que posso fazer? Pelo menos não estou misturando os carboidratos. Vejam só: a parte mais dura da minha dieta é ter que escolher qual carboidrato vou comer. Tem arroz, batata frita, purê de batata, lasagna, panqueca, batata cozida… e eu tenho que escolher uma coisa só! Muito difícil.

Quando chego para facul, lá no Shopping D eu tenho comido frutas. Ok, tô pagando caro demais por um potinho com uvas ou morango, mas até que estou gostando. Gosto de frutas, mas como poucas. Não tenho paciência para levar frutas para o trabalho e comê-las por lá. Aliás, ando sem paciência para muitas coisas que não otimizam meu tempo.

Bom, as aulas voltaram dia 01, mas eu fui na quinta, que é quando tenho aula. A faculdade está num clima esquisito, pois os servidores e alguns professores estão em greve.

Também não tem mais cantina. Pena, eu tomava um café legal no intervalo. Aliás, acho que sou movida a café ultimamente, minha nutricionista mandou diminuir, mas tá difícil. E olha que eu nem fumo! Imaginem se fumasse! Tava lascada!

Também terminei a fisioterapia, olha, nem lembro se comentei. Fiz 10 sessões nos tornozelos e tive um bom resultado, quase não sinto mais dores, acho isso lindo demais! Esta semana retorno ao ortopedista, o Dr. José, vou chegar nele e dizer: ” E agora, José?”, rsss

Ainda preciso marcar para retirar meu siso. Meu, to criando coragem para isso, juro, mas tá difícil. Não tenho medo do dentista, mas o processo todo é muito doloroso, meus dentes são muito presos na arcada, dá um trabalhão!

Voltando a falar da greve, surgiu um boato que o professor de Java vai aderir a greve. Digo que é boato porque não falei com ele ainda. Se isso acontecer, podemos considerar que 2012 é o final dos tempos mesmo!

O professor de cálculo é exigente. Mas é acessível para tirar dúvidas. Simpatizei com ele, mas vou sentir saudades da professora do semestre passado. Eu devia ter passado, mas não deu.

Já o professor de Banco de Dados será o mesmo que fiz de tudo para não reprovar com ele em outra matéria no semestre passado. Isso vai ser muito tenso! Mas enfim, ainda não tive aula com ele, não posso ficar especulando, né?

Meus horários estão muito vazios! Mas falei com o professor novo, que surgiu semestre passado e vou assistir uma aula dele de sexta-feira. Tudo pelo Yggdrasil, meus amigos! Mas preciso falar com os demais do grupo e aproveitarmos que o conteúdo que ele vai passar vai nos ajudar bastante com isso. Questão de honra, quero lançar o Yggdrasil, mesmo que tenha outro nome e que mudemos o conceito. Precisamos disso, lavar a alma, né?

Hoje fui ao Parque do Piqueri e tirei a foto abaixo, tirei a tarde para pensar em muitas coisas, pessoas, situações que têm me atormentado um pouco. Além disso, fiz alguns exercícios físicos nos equipamentos de lá, foi legal, acho que semana que vem volto lá. Pensar é bom, fazer exercícios melhor ainda… ohhh, I’m a heart breaker! Or not…

Eu no Parque do Piqueri. Tem um lago bonito atrás de mim. Lugar bom para pensar.

Eu no Parque do Piqueri. Tem um lago bonito atrás de mim. Lugar bom para pensar. E eu perdi um brinco faz tempo, notei agora! Preciso comprar outro!

 

Sobre o Rock Me ON, continuarei as postagens normalmente, enquanto o semestre não apertar, rs. Estou tentando que o Henrique Kyke faça seu post inaugural, mas ele está muito atarefado com os clientes dele. Vira e mexe ele posta algo interessante no Twitter, mas parar e escrever aqui está complicado para ele, infelizmente.

Também estou negociando com um amigo meu para que escreva algo sobre música. Ele é meu guru do metal! Conheci muitas bandas bacanas com ele.

E falando em música, ainda vou fazer um post sobre a banda Matanza. Aguardem!

Bom, meus queridos, é isso.

 

Rock OFF!

 

IFSP: A Greve Continua e Minha Rematrícula

Rock ON!

Pessoal, boa noite.

A greve continua na faculdade e as notícias que vejo na mídia não são nada boas. Tem um comunicado no site da FASUBRA, cuja chamada é assim: “Não haverá matrículas nem vestibular”.
Só isso já assusta qualquer um! Imagina quem passou no vestibular e lê uma coisa dessas? Pobres diabos!

O comunicado todo pode ser lido aqui: http://fasubra.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=2962%3Anao-havera-matriculas-nem-vestibular&catid=18%3Aslideshow&Itemid=19

Bom, mudando de assunto, o sistema de rematricula voltou a funcionar, precário, com erros, mas voltou a funcionar.

Vejam só: me matriculando numa disciplina na quarta, o sistema cancelou a da quinta-feira.

Mandei um email aos responsáveis e obtive como retorno para fazer aquilo que conseguisse e depois fizesse o acerto na secretaria da faculdade (aquela que está em greve… sem maiores comentários sobre isso).

Então para o meu semestre ser menos ruim, garanti banco de dados na segunda, Java2 na terça (torcendo para ser o mesmo professor) e matemática 2 na quinta, nas duas últimas. C# 1 era a matéria que tava dando problema e C# 2 sequer apareceu para mim.

E essa é a vida do aluno do IFSP: tensão do começo ao fim do semestre.

Rock OFF!

Rematrícula IFSP

Rock ON!

Oi, pessoal!

Para variar, o Kardex deu problema, estou cheia de reprovações em matérias que passei e em matérias que já tinha passado em outros semestres, fora as duplicações.

Tá uma zona aquilo! Tentei ir na secretaria da faculdade hoje, mas os guardinhas não me deixaram entrar. A secretaria está em greve (ainda!).

O sistema de rematrícula está com defeito também. Tentei em dois navegadores, Chrome e IE (é, uso só nessas emergências) e nada.

Mandei um email para a coordenadora do curso agora a noite, mas está bem tarde e acho que ela só verá amanhã mesmo.

O pior que o prazo da rematrícula é sempre curto.

Mas uma coisa boa: fechei com um 10 este semestre e estou bem feliz com isso! Aliás, foram 3 notas oito, uma nota 10, uma nota X (pq o professor não falou quanto tirei) e 2 DPs.

Vou dormir contente com meu 10, mas preocupada com essa rematrícula de prazo curto e secretarias fechadas no IFSP!

Buda.

Buda.

Rock OFF!

Conversa Fiada

Rock ON!!

Oi, pessoal!

Essa semana está bem puxada para mim. Tenho tentado postar pelo celular, mas está complicado.

Para melhorar, perdi meu modem 3G de quinta para sexta e tive que comprar outro neste sábado. Cancelei o antigo com a TIM, nossa, foi muito fácil, nem acreditei. Parabéns, TIM, serviço eficiente de cancelamento.

Depois fui a outra loja da TIM e comprei outro modem, fiz um plano melhor, agora vou pagar menos, olha que sorte! Ainda fiz a migração do plano prá-pago para pós na TIM. Mas por algum designío do Universo, meu sinal de 3G desapareceu! Vi agora pouco e tá tarde para ligar para o suporte.

Hoje entreguei um trabalho de matemática financeira e fomos muito bem. Meu grupo, muito grata, vocês foram finos! Bruno, Bárbara e Rodrigo, menos um na conta!

Ainda estou apanhando da instalação do BrasilFW, embora o prof. de Java tenha dado uma ajuda valiosa, realmente muito grata pela força na quinta! Ainda não mexi na máquina virtual.

Fui desinstalar uma e ela travou, meu note está abrindo o bico? Será? Não sei. Força, HP! É final de semestre e ele fica assim mesmo sempre, muito trabalho.

Ainda temos um artigo para aula de SGE, nosso trio é muito bom também: Tamires, Débora e eu. Vamos detonar essa!

Tem a aula de Java, que não consigo parar para estudar… ai ai … mas vou dar um jeito amanhã, questão de honra! Nem que seja ler um capítulo do livro!

E tem prova de matemática no sábado que vem… preciso estudar, aprender a matéria. Ficou para quinta, pra depois da aula de SR2. Que aliás, como seremos avaliados? O professor é novo, muito motivado, mas estamos ja no final do semestre, como seremos avaliados? Eu me preocupo com isso.

E empreendedorismo? Estamos perdidos! Perdidos!!! <0>

Mas apesar de tudo, estou gostando de aprender a mexer com Linux. É, tudo tem seu lado bom…

Mas eu cancelei um café… e isso é ruim, muito ruim! Perdoe-me!

Não sei… O Inverno está chegando… cuidado com o apocalipse Zumbi… meu espaço, seu espaço!

Image

Garimpei essa imagem na internet. Os créditos estão no cantinho dela… Mas é bem assim mesmo que acontece, né?

 

Rock OFF!

Desenho em Sala de Aula

Desenhos Aleatórios

Desenhos Aleatórios

 

Rock ON!!

 

Oi, galera! Vou começar uma série de desenhos aleatórios que fiz durante algumas aulas da faculdade em 2011. Espero que gostem!!!

Rock OFF!

%d blogueiros gostam disto: