Tag: reclamações

Sem Foco 27 – Chuva!

Rock ON!!

 

Em dezembro de 2018 eu peguei uma chuvarada!!! E subi o arquivo do podcast, mas esqueci de fazer o post, então, com muito atraso, o primeiro SEM FOCO de 2019, é, na verdade, o último de 2018! Afinal de contas, se não for bagunçado, não é o Sem Foco, né mesmo?

 

Aliás, tá cheio de sem foco gravado em 2018 e não editado e nem publicado ainda. Preciso reouvir os arquivos e ver se valem a pena serem editados.

 

Bom, é isso!

 

A foto fui eu quem tirou, é a vista do Shopping Boulevard Tatuapé, para a estação Tatuapé do Metrô numa tarde que ameaçava chover em 20 de setembro de 2018, em São Paulo.

Rock OFF!

O Mundo dos Cricas! Episódio 01: O Eco-Crica!

Rock ON!!!

 

Já repararam que as pessoas estão cada vez chatas e implicantes ultimamente?

Você não pode ter sua opinião sobre nada, que logo surge um completo desconhecido para te criticar. Seria bom se ficasse só na crítica, mas o fulano, esse que caiu de para-quedas quer mudar a sua opinião sobre determinado assunto. Sim, esse é o famoso ‘crica’.

E o crica parece que não tem mais nada para fazer nessa vida do que implicar com as outras pessoas. 

Vou começar uma série de textos aqui, explicando cada tipo de crica que conheço. Contemplem o Episódio 01:

 

O ECO-CRICA!

O mundo está poluído? Lá vem o crica anti-carros dizer que você tem que deixar o carro na garagem, porque você é o culpado pela poluição do planeta todo, mesmo que você tenha passado 30 anos da sua vida usando transporte público, manja aqueles ônibus que não recebem manutenção e soltam fumaça preta? Ah, seu carro não solta fumaça preta porque está regulado? Então, o crica acha que seu carro polui mais que um ônibus desregulado. E claro, você curte ficar sozinho no espaço dentro do seu carro, ouvindo sua musiquinha em paz? O crica quer te convencer que você deve entrar no ônibus lotado, para que alguém fique fungando no seu cangote, furtando sua carteira, porque afinal, isso é não vai poluir o ambiente. Faz sentido, né? Na cabeça do crica sim.

O crica não percebe que ter um carro significa que você tem a OPÇÃO de usar o transporte público ou de ir de carro. Alguns lugares, ir de carro não compensa, não é necessário. Mas em outros, é muito melhor, muito mais rápido mesmo. Você tem opção também de comprar um carro flex e abastecer com etanol, que é mais limpo que a gasolina, embora hoje a gasolina seja muito mais limpa que aquela da década de 60, 70 e 80, afinal, tem etanol naquela mistura. Mas o crica não sabe disso, ele segue uma cartilha que o ensina a ser crica e manter a mente fechada.

Esse crica diz que usa transporte público para ir trabalhar ou se divertir, mas já repararam que a maioria desses caras mora perto do local de trabalho? Mora sempre em áreas que não são lotadas de gente indo ou vindo para o mesmo local? Frequentam shoppings, casas de shows, escolas ou restaurantes sempre perto de onde estão? Não ficam longe desses lugares, quando digo que estão perto, significa que sempre estão de 3 a 6km de distância de qualquer um desses lugares!

Com esse perímetro fácil de vida, acham que todos devem seguir o seu estilo, porque o resto do planeta polui e eles não. São bonitos, limpos e perfumados. 

Pois bem, queridos eco-cricas, preciso lhes contar que para tomarem aquele café do copo branco com logo verde, vocês estão poluindo sim, porque os produtos para fazer o café chegou até a loja num caminhão soltando fumaça preta. A luz elétrica que o shopping consome, veio de áreas alagadas para fazer uma usina, os fios receberam uma capinha de plástico feita com petróleo e os caras que colocaram esses fios no poste e o poste, foram levados até lá em outro caminhão soltando fumaça preta e consumindo petróleo também! Preciso continuar? Acho que não.

Como vocês viram, há uma certa hipocrisia nos eco-cricas. Eles não percebem que o estilo de vida deles também polui e ainda vem encher o saco de quem tem carro. Não entendam que é correto poluir, não, isto é errado. Sou a favor de que cada pessoa em SP tenha um espaço verde, plante uma árvore em seu quintal ou tenha uma plantinha pelo menos, mas sei que há pessoas que não tem essa condição. Vou implicar com elas? Não, porra!!!! A pessoa não pode ter um jequitibá no quintal ou um vaso de violetas. Problema dela.

O que posso fazer é reduzir o consumo e minimizar o desperdício. Porque vou tomar café no local que tem copo branco e logo verde, pagar caro, só para exibir a marca, dar um checkin no Foursquare e tirar uma foto no Instagram, para receber uns likes no Facebook, sendo que posso tomar um cafezinho muito mais gostoso e barato na padaria do Seu Manoel? Ou no Bar do Oscar? Mas é café, veio no caminhão fumacento, Priscila, não entendi! Ora bolas, para ir a padaria, não preciso pegar um ônibus, sair de carro, tem sempre uma padaria perto ou um bar perto. Quantas lojas do copo branco ou logo verde tem perto de você? Tem gente que sai de casa só para ir nesse lugar, o absurdo tá aí! Pagar $$$ por um café de meio $? Isso é desperdício também. Coisa que o eco-crica faz, direto e não percebe. Mas vem criticar quem usa carro.

Bom, é isso, pessoal. Vou ficando por aqui.

Espero que tenham gostado. Mas se não gostaram também, paciência, não escrevi isto para agradar ninguém, apenas para aliviar meu cérebro que está fatigado de tantos cricas. 

Image

 

Este é um exemplo de Eco-Crica. Vejam a amargura que ele expressa para com quem tem carro. 

 

Rock OFF!

 

 

 

%d blogueiros gostam disto: