Menu

Comentários, Virada Cultural em São Paulo e Vingadores

5 de maio de 2012 - NADA

Rock ON!!!

Galera, boa noite!

Passei a semana muito atarefada e por isso postei pouco por aqui. As duas próximas semanas serão bem piores: serei deslocada para outra cidade, próxima de São Paulo, para trabalhar. Pena que não vou ficar em hotel. Realmente, preferia passar duas semanas longe de casa do que cruzando SP.

Este final-de-semana em SP temos a Virada Cultural. Acho um evento bacana, tem muita arte e música acontecendo durante 24h. Sim, acho bacana, mas não vou. Eu não gosto de aglomerações e a maioria do que é disponibilizado eu não gosto. Tá, tem cinema de graça, mas as filas são imensas, não gosto de fila e não gosto de aglomerações. Mas há quem goste, então fica aí a dica para sair e curtir a Virada.

Hoje fui ao cinema e vi o filme dos Vingadores, 3D e dublado. Não compensa pegar 3D legendado para mim, tenho astigmatismo e isso prejudica quando tem texto, então, as legendas ficam péssimas no 3D para mim. A dublagem não está ruim, o filme tem uma bela fotografia, ótimas sacadas e tiradas. Há uma dinâmica muito boa e tudo é bem amarradinho. 

Estou me contendo para não gerar nenhum spoiler, mas posso dizer que o Chris Hemsworth (Thor), Chris Evans (Capitão América) e Mark Ruffalo (Dr. Bruce Banner) estão lindos! kkk 

Image

Rock OFF!

  • George Henrique

    Quer uma maneira de aumentar a divulgação do seu site?
    Acesse o DivulgaBlog. É completamente gratuito, simples de usar e em poucos minutos o seu blog estará cadastrado na nossa base de blogs e visível para milhares de usuários.
    Dê uma conferida ! http://www.divulgablog.com.br/

  • E, em um filme tão nostálgico, de ambientação sedutora e uma trilha sonora que é uma delícia [com “Let’s do it (Let’s fall in love)” e “You do something to me”, de Cole Porter, “Ain’t she sweet”, de Milton Ager e Jack Yellen, entre outras], Allen dá um golpe de mestre ao ponderar sobre esse sentimento – através da nostalgia de Adriana (Marion Cotillard), uma garota dos anos 1920 que acha que bom mesmo era na belle epoque (a Paris pouco antes da virada do século XIX para o XX).

%d blogueiros gostam disto: