Tag: brasileiro

Serviço de Acompanhante?

Rock ON!!!

Pedindo massa no Ifood.com, eis que tenho a surpresa abaixo:

 

acompanhante

Ri muito. Aliás, só para constar, não pedimos o ‘acompanhante’ e a comida estava muito boa.

O Ifood é um serviço muito bom e agradeço aos amigos que me incentivaram a usá-lo. Graças a esse serviço, descobri restaurantes bacanas  e com comidas variadas e gostosas perto de casa.

O único problema é que alguns donos de restaurantes ainda não sabem usar a ferramenta e não colocam fotos dos pratos ou preenchem os ingredientes dos mesmos. Os piores casos são dos restaurantes japoneses. Você precisa ser especialista ou um apostador para escolher um prato. É triste.

Outros não sabem responder ao cliente e colocam o social media nas mãos de pessoas totalmente despreparadas. É lamentável ler desculpas esfarrapadas e até mesmo ofensas aos clientes, principal patrimônio dessas empresas. Ainda farei post sobre isso, aguardem.

Ifood é muito bom, mas nossa cultura tacanha, muitas vezes não permite o total aproveitamento da ferramenta e satisfação do cliente, afinal, lucrar até não poder mais ou falir, o que vier primeiro, é típico do ‘empreendedor hue br’, né?

 

[começou como um post para ser engraçado e terminou como análise. Preciso de férias.]

 

Rock OFF!!!

Série Esteriótipos: Funkeiro Padrão

Rock ON!!!

Estou iniciando uma nova série aqui e espero que esta vingue, porque geralmente eu inicio séries e nunca passam de dois ou três desenhos.

Resolvi começar com o esteriótipo da moda, o funkeiro.

Disclaimer: Isto é um post de humor. Se você é funkeiro e se sentir ofendido, aguarde sua vez de rir de outros esteriótipos. Aliás, nem venham com mimimi aqui, seja funkeiro ou não. Este não é um blog politicamente correto. Somos bonitos e perfumados. Só.

Vejam só como é fácil reconhecer um:

-Cabelinho ‘da moda’ com um corte bizarro que beira o ridículo;

– Celular ‘vistoso’, sem fones de ouvido, com o som ligado no máximo, saindo como um enxame de abelhas raivosas, onde o pouco que se entende é algum tipo de palavrão ou pornografia, que é repetida em loop;

– Camiseta listrada com cores berrantes de uma marca famosa, de preferência aquela do jacaré bordado;

– Calças 3 números maiores que o fulano;

– Aparelho nos dentes, comprado no camelô e colocado em casa ou na barraquinha mesmo. Dentista para quê?

– Andam em bando, cada qual com seu aparelho celular no último volume num funk diferente e horrorosamente iguais;

– Falam um idioma incompreensível para o restante da humanidade. Deve ser algum tipo de idioma-código-criptografado;

– Fazem o que querem e quando repreendidos atacam se forem maioria ou se fazem de vítimas quando em minoria;

– As mães acham que estão na escola estudando, mas essa ilusão termina quando recebem um telefonema da maternidade, polícia ou funerária [não é exagero];

– Acham que a cultura de rua é melhor de tudo, seus heróis são criminosos famosos  e perigosos.

– Expectativa média de vida: 18 anos. Depois disso ou eles crescem e percebem a besteira que estão fazendo com suas vidas e vão estudar ou então, acabam numa vala, mortos;

– Alguns trabalham e gastam todo o salário ajudando nas despesas de casa [é o que dizem] e comprando produtos caros e na moda [deles];

– Sentem orgulho de serem assim, se você não gosta do som deles, que procure outro planeta para viver;

– Quando conseguem um carro, seja produto de roubo ou esforço, torram muito dinheiro colocando um som potente e esquecem de itens de segurança, como pneus e manutenção do motor;

– Param este carro em qualquer local público, abrem o porta-malas e iniciam um baile funk alí mesmo. Azar de quem estiver perto.

– Usam colares, anéis, brincos, relógios enormes [mas duvido que saibam ver as horas neles, eu mesma não consigo!] e qualquer outro penduricalho que possam classificar como ‘de ostentação’;

Eis uma imagem padrão de como um funkeiro se parece.

Funkeiro Padrão. Podem haver divergências.

Funkeiro Padrão. Podem haver divergências.

 

Bom, é isso.

 

Pensando bem, se tornou um post mais trágico que cômico. Mas a intensão era ser cômico.

 

Aguardem os próximos esteriótipos!!!!

 

Rock OFF!!!

Frases Sinistras…

Mais uma contribuição da amiga Viviane Molina:

… Liquidação de Muletas – Venha correndo! …

… Mamãe, por que você bateu naquela mulher que a gente viu chorando no túmulo do papai?

… O amor é como a gasolina da vida. Custa caro, acaba rápido e pode ser substituída pelo álcool.

… Ex-namorado é que nem vestido: você vê em foto antiga e não acredita que teve coragem de um dia sair com aquilo!

… Eu sempre quis ter o corpo de um atleta. Graças ao Ronaldo isso já é possível.

…. Troque seu coração por um fígado, assim você se apaixona menos e bebe mais.

… Os ursos polares adoram o frio. Os bipolares às vezes adoram, às vezes não…

… Antes eu não era perfeito… Faltava-me a modéstia.

O amor não é aquilo que te pega de surpresa e te deixa totalmente sem ar. O nome disso é asma.

O amor não faz brotar uma nova pessoa dentro de você. O nome disso é gravidez.

O amor não torna as pessoas mais bonitas. O nome disso é maquilagem .

Se você não quer ouvir reclamações, trabalhe no SAC da empresa que fabrica paraquedas .

Todo mundo comete erros. O truque é cometê-los quando ninguém está olhando.

Dizem que a bebida resolve todos os problemas. Pra mim ainda não resolveu, mas eu sou brasileiro e não desisto nunca!

As melhores crianças do mundo são as japonesas. Estão a 20 mil quilômetros de distância e quando estão acordadas eu estou dormindo.

Se acupuntura adiantasse, porco-Espinho viveria para sempre.

Quando a gente envelhece, o cabelo embranquece, o osso adoece, o joelho endurece, a vista escurece, a memória esquece, a gengiva aparece, a hemorróida engrandece, a barriga cresce, a pelanca desce, a mulher se oferece e a gente agradece.

Calorias são pequenos vermes inescrupulosos que vivem nos guarda-roupas, e que a noite ficam costurando e apertando as roupas das pessoas.

Se você se lembra de quantas bebeu ontem, então você não bebeu o bastante.

Cerveja sem álcool é igual travesti: A aparência é igual, mas o conteúdo é bem diferente!

Se vegetarianos amam tanto assim os animais, por que eles comem toda comida dos pobrezinhos?

%d blogueiros gostam disto: