Tag: Anime

E Agora Veganchatos??

Rock ON!!!

Notem que o título se refere aos veganchatos,não aos veganos que são pessoas legais e tenho até amigos veganos. Veganchato é o cara que insiste em meter a colher no que você come, te critica, dizendo que os animais sofrem, que você não deve comer carne e toda a sorte de blá-blá-blá inútil.

Isso é um veganchato e para eles, dedico esse vídeo que acabei de ver lá no facebook.

Já que vocês insistem em esquecer que vegetais também são seres vivos, enfim, segue para conhecimento essa pequena cena de algum anime japonês muito doido (pq tem que ser insano para bolar um roteiro desse):

'0'

Posted by WTF JAPAO on Saturday, November 21, 2015

Para me xingar, usem os comentários abaixo. É o único meio. OU ainda, compartilhem o post para que a irmandade veganchata veja o que publiquei e se emputeça também! Desafio vocês! MUahahahahah

Rock OFF!!!

Desenhando Gundan No Excel

Insanidade total!!!! Rock ON!!! Veja o que esse cara é capaz de fazer no Excel! Achei realmente absurdo e genial ao mesmo tempo! Em breve vou postar mais vídeos dele, pq o cara é sensacional!

E pensar que eu já deixei de fazer alguns desenhos por desprezar essa ferramenta do Excel.

E o vídeo tem uma música muito legal tbm.

Update: 19/04/2015 – Por uma falha grotesca de minha parte na época, esqueci de linkar o canal do Shukei. Aliás, sequer disse o nome dele no post. Então, estou aqui corrigindo isso hoje:

 

Canal do Youtube: https://www.youtube.com/user/Shukeiart

E abaixo, outro vídeo dele, dessa vez desenhando no Paint:

 

 

 

Rock OFF!!!

Goku, corte os cabelos!

image

Cavaleiro!!!

Rock ON!!!

Eis um cavaleiro do Zodíaco que fiz num aplicativo para desenho no Galaxy Note.

image

Rock OFF!!

Cogumelos em Crise!

Greenno X Red

Greenno X Red

Bom fds, galera!

Análise do Jogo Afro Samurai

 

Olá galera, quero agradecer a Pri, a oportunidade em comentar esse jogo que eu tive o prazer de já jogar.

afro samurai

vai encara?

A primeira coisa que chama a atenção é o estilo. “Afro Samurai” é um jogo charmoso, com visuais bastante caprichados. A Surge seguiu uma técnica que  disfarça os modelos 3D poligonais para tentar criar a ilusão de que são chapados, como em um desenho 2D. O diferencial é que a equipe conseguiu aplicar texturas repletas de ranhuras, sombras e borrões que se assemelham a desenhos feitos à mão, como nos quadrinhos, criando imagens impressionantes. Os contrastes também adicionam muito ao clima, com vermelhos fortes predominando graças aos litros de sangue disparados, principalmente em seqüências em que o cenário fica em preto e branco.

afro

pressão demais!

A dublagem e a música completam uma ambientação fenomenal. Samuel L. Jackson se divide entre Afro e seu companheiro Ninja Ninja acompanhado de Ron Perlman (de “Hellboy”) e Kelly Hu (de “X-Men 2”) , em uma repetidos de diálogos espirituosos e repletos de palavrões cheios de zombaria. A trilha, mantém a ação sempre no ritmo certo, com várias batidas cheias de hip hop que raramente aparecem nos jogos.
No entanto, há alguns problemas de efeitos sonoros, que por algumas poucas vezes parecem falhar e deixam alguns golpes sem som. Há também um problema com a câmera acaba por encobrir elementos e por vezes alguns inimigos, obrigando o jogador a ajustar cenas, um inconveniente, mas nada que tire a beleza e o sucesso do game.

afro

dando conta de dois

 

afro

afro mostrando que até a bainha é util em algumas horas

 

No meio disso ainda há algumas passagens de plataforma, mas o único ponto da mecânica realmente empolgante é quando o personagem utiliza seus ataques com Focus. É o tal esquema em preto e branco, quando tudo fica mais lento e Afro é capaz de ser ainda mais malvado. Ao acionar os ataques no momento certo, espere para ver braços arrancados, cabeças decepadas e soldados divididos ao meio, com direito a sprays de sangue para todos os cantos.

sanguinolento !

sanguinolento!

Destroçar os inimigos é bacana e empolgam por muito tempo. As lutas ficam mais complicadas quando os chefes resolvem aparecer, pedindo padrões diferenciados de combate e um pouco de paciência perto de alguns ataques mais apelões.

Sua estória pode ser um pouco confusa, coisas do tipo “Japão feudal futurístico” que incluem como inimigos com armas como bazucas, um estilo de velho oeste e totalmente diferenciado  na trama, fazem o jogador parar um pouco e coçar a cabeça, mas o estilo é novo e ritmado, então até acaba fazendo um certo sentido no final. O jogo é distribuido tanto para PS3 quanto para XBOX 360.

Afro samurai e Justice 

Bom é isso ai galera o resto como disse a Pri em relação à história, eu falo o mesmo do game, não vou fica me aprofundando no assunto porque no caso o legal é ir e jogar.

Bom divertimento pra todos e comentem!

suave na nave mano!

suave na nave mano!

  Em breve estarei de volta com mais!!

Afro Samurai: sangue do começo ao fim!

Rock ON!

Oi, pessoal!

Inauguro aqui uma categoria no Rock me ON: vinoGO. E o que seria essa nova ‘cat’? Simples: vou postar aqui as coisas que ando assistindo no meu PSP GO, rs. Daí juntei tudo numa palavra só e ficou: vinoGO.

E para balançar geral, quero falar sobre um anime fantástico chamado AFRO SAMURAI. Isso mesmo, AFRO, de negão mesmo, com direito a black power, música hip-hop, muito sangue, pistoleiros, robôs e limonadas! Além disso, são raras as histórias com personagens negros e temos que aproveitar bastante quando eles aparecem, pois são sempre personagens incríveis e dignos de nota!

Afro Samurai

Afro Samurai: E aí? Vai encarar?

O que mais gostei neste anime foi o traço: rápido, de tirar o fôlego mesmo, uma arte bem diferente do que estou acostumada a ver. Além disso, o audio também é ótimo. Não curto hip-hop,  mas a escolha das músicas para as cenas foi muito bem arranjada e a dublagem, em inglês, conta com o experiente ator Samuel L. Jackson dando vida ao Afro e ao Ninja-ninja, uma espécie de escudeiro, que é um personagem para lá de especial!

Samuel L. Jackson e o Criador de Afro Samurai, Takashi Okazaki

Samuel L. Jackson e o Criador de Afro Samurai, Takashi Okazaki

Pesquisando por aí, descobri que Afro Samurai surgiu em 2007 e já foi exibido em vários países. Muito rápido, mas a magia de sua história justifica isso, vou expor algo aqui.

As aventuras de Afro Samurai se passam num mundo estranho, onde o velho-oeste norte-americando, o Japão feudal dos Samurais e a nossa era moderna se fundem e se complementam, harmonizando-se e criando uma coisa nova, não vista em outros animes. Espadas, celulares, máquinas a vapor, super tecnologia, técnicas antigas de luta: tudo isso e muito mais em Afro Samurai.

Imagine a cena de um samurai enfrentando um robô e logo em seguida um pistoleiro, daqueles de filmes de bang-bang surgindo e detonando tudo com duas pistolas e técnicas de luta alucinantes, onde velocidade e levesa das cenas são de uma fotografia fabulosa. Conseguiu isso? Takashi, o autor de Afro Samurai conseguiu, deu vida a esse mundo e compartilhou conosco.

Este anime é recheado de cenas de sangue, violência, sexo, ação, cabeças cortadas e dilemas cruéis. É denso sem ser chato e vou tentar explicar um pouco do anime aqui!

Afro Samurai Vs Teddy Bear??

Afro Samurai Vs Teddy Bear??

[Atenção: a partir deste ponto, pode conter Spoilers!]

A história é bem simples:

Há duas bandanas: número 1 e número 2. Quem possuir a número 1 é considerado o melhor de todos, praticamente um Deus. E apenas aquele que possuir a de número 2 pode desafiar o número 1 e assim, obtê-la. Só que sendo o número 2, todos podem desafiá-lo, então sua vida será uma eterna batalha e essa é a bandana que mais passa de cabeça em cabeça, ehehe.

A bandana de número 2 significa uma só coisa: Sangue!

A bandana de número 2 significa uma só coisa: Sangue!

O pai de Afro Samurai era o dono da número 1, quando foi desafiado pelo pistoleiro Justice, o dono da número 2. O pai de Afro perde a batalha, a bandana, a cabeça e por consequência, óh, a vida! E tudo isso na frente do pequeno Afro. Então,  Justice passa a ser o número 1 e deixa claro ao pequeno futuro samurai que está esperando para a vingança.

Afro fica com a bandana número 2, mas isso é por pouco tempo, pois alguns outros guerreiros errantes a tomam dele, quase o matam; mas Afro é encontrado por um grupo de crianças órfãs, que o levam para o dojo onde moram. Lá ele recebe educação, é treinado como samurai e cresce obstinado por ser o ser o número 2, para assim encontrar o número 1 e vingar seu pai.

Bom, ele consegue: torna-se o número 2 (pulei um bom pedaço da história aqui, rs) e sai em busca da bandana número 1. Na verdade, ele não quer a bandana, quer apenas acabar com a vida do assassino de seu pai. Obter a bandana é apenas consequência disso tudo.

Batalha do começo ao fim!

O pistoleiro/samurai Justice Vs Afro Samurai

Em sua jornada como número 2, Afro conta com a ‘ajuda’ de um cara muito legal chamado Ninja-ninja. Preste atenção nele: é um personagem chave, além de ser uma amostra do talento como dublador do Samuel L. Jackson. Ninja-ninja é um malandro, sacana, grosseiro, medroso, divertido, enfim, é o cara que está sempre ao lado do Afro, mesmo com os vários “Cale a boca!” que recebe, não para, e é essa a beleza da coisa: o amigo fiel. (rs)

Ninja-ninja

Ninja-ninja curtindo uma ao lado do Afro.

Eu podia passar horas escrevendo sobre essa aventura de apenas 5 episódios com cerca de 20min de duração cada, mas eu prefiro deixar que você veja o anime. Procure no Google, no Youtube, ou ainda, compre os DVDs. Vale a pena!

Mas e o robô e a limonada, eu não vou falar? Não, não vou! Assista o anime e descubra por que eu citei isso no post! =D

E além do mangá, anime, ainda tem game dele! Que em breve meu amigo Guilherme Galdino, vai escrever uma resenha! hehehe

Afro Samurai e Ninja-ninja

Afro Samurai e Ninja-ninja

Rock OFF!

%d blogueiros gostam disto: