A Vaga do Idoso

vaga

Rock ON!!!

Quero contar o que aconteceu sábado, dia 06/12 no estacionamento do Extra Penha em SP.

Fui com minha mãe para jantarmos e fazermos umas compras. Ao chegar lá, nos deparamos com a vaga de idosos sendo ocupada por um motorista jovem.

Esperamos que todos os passageiros saíssem do carro, no caso, era um casal jovem. Sim, senhoras e senhores, um casal jovem estacionando na vaga do idoso.

Eu não aguentei, minha mãe é idosa e estava comigo. Botei a cabeça para fora da janela e gritei: “OBRIGADA, VIU? POR USAR A VAGA DO IDOSO!”

Ao que o infeliz do rapaz, me responde: ” E você por acaso é idosa?”

Ora pitombas! E eu lá sou pessoa de roubar a vaga do idoso como ele? Como assim, me colocar no mesmo balaio que ele veio? Fiquei emputecida e retruquei:

“NÃO, MAS EU TENHO UMA IDOSA AQUI E COM CARTÃO!”

Aí ele: “Se quiser eu tiro o carro.”

Ora bolas! Claro que quero! Não faz mais do que sua obrigação, “rapá”! Onde já se viu, um casal jovem, parar na vaga do idoso só porque esta é mais perto da entrada da loja? E o idoso que não pode caminhar direito, onde fica? Fica prejudicado, se tiver que parar longe da loja.

Será que esses idiotas não pensam que as vagas reservadas, para idosos, gestantes e portadores de deficiências são estrategicamente posicionadas perto da entrada das lojas para facilitar este nicho de mercado?

“CLARO QUE QUERO!” E fiquei exibindo com orgulho o cartão do idoso de minha mãe, como se fosse um estandarte, pois eu queria dizer:

“SEU FILHO DA PUTA, TOMA AQUI A PROVA QUE MINHA MÃE JÁ DEU PARA ESSA SOCIEDADE DE MERDA MUITA CONTRIBUIÇÃO, MUITAS HORAS DE TRABALHO E MERECE SEU DIREITO A UMA VAGA DE IDOSO. E NÃO É UM VAGABUNDINHO COMO VOCÊ, QUE SAI COM UMA CARA DE BUNDA COMO ESSAS QUE VAI TOLHER O DIREITO DELA!”

Sério, eu quis dizer isso. Mas fiquei lá, sacudindo o cartão, para todos que passaram perto poderem ver o quão merda esse sujeito era. E  o motivo pelo qual merecia isso.

Espero que ele pense duas vezes antes de fazer isso de novo. Talvez na próxima encontre um sujeito invocado, daqueles grandões, peludos e barbudos, com sua mãezinha idosa ao lado e tome umas porradas.

Ah, o sujeito era grande, tá? E sim, não tenho noção do perigo, ele podia ter partido para porrada, mas foda-se a vida, é minha mãe e ela tem direitos. E se eu não brigar por eles, por ela, quem vai? Esse babaca, cuzão, tá  mal acostumado e merecia uma lição. Aliás, devia era se envergonhar de precisar disso, pois certamente ele também deve ter idosos na família e sabe-se lá como ele os cuida.

Enfim, a loja Extra Penha tem as vagas reservadas muito bem sinalizadas: placas no alto, pinturas no chão. Não tem como não ver que é uma vaga de idoso.

Mas o que mais tem nessa loja é o descaso das pessoas usando dessas vagas. Não é o primeiro casal de jovens a fazer isso, que vejo fazendo isso e saindo do carro com a maior cara deslavada e descompromissada desse mundo!

Acho isso idiotice demais dessa gente. Usar uma coisa que não é deles, ah, vão à puta que os pariu!

Sim, essas coisas me irritam e muito.

Rock OFF!!!

 

 

%d blogueiros gostam disto: